Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/01/2012 - 12h00
Postado em Notícias

11/01/2012 12h00 - Postado em Notícias

Radar On-line: aftosa, irrigação e os planos para o Mapa

Por Lauro Jardim O plano Mendes Perto do campo No comando da Agricultura há quase cinco meses, Mendes Ribeiro está finalizando os detalhes para anunciar o plano mais ambicioso de sua gestão: a criação de uma rede nacional de unidades da Agricultura nas cinco regiões do país. O objetivo, segundo Mendes, é dar capilaridade às […]

Por Lauro Jardim

O plano Mendes

Perto do campo

No comando da Agricultura há quase cinco meses, Mendes Ribeiro está finalizando os detalhes para anunciar o plano mais ambicioso de sua gestão: a criação de uma rede nacional de unidades da Agricultura nas cinco regiões do país.

O objetivo, segundo Mendes, é dar capilaridade às ações da pasta, encurtar a distância entre o centro das decisões e o campo, as cooperativas e as ações de extensão rural, além de pensar a questão climática de acordo com a realidade de cada região.

O desafio de Mendes, no entanto, será convencer Dilma Rousseff a bancar o custo de mais prédios e mais cargos em uma pasta que já conta com superintendências nos estados e em um governo cada vez mais inchado de servidores.

Se Dilma topar, Mendes pretende dar corpo ao projeto ainda neste ano. A Secretaria-Executiva da Agricultura é a responsável por desenhar o mapa da nova estrutura (o número de cargos ainda não foi definido) que contará com escolas agrícolas para treinar os novos servidores contratados. Mendes defende a ideia:

– Quero inverter a pirâmide e colocar o ministério na base para atuar com capilaridade em cada região.

O controle da aftosa

De olho nos vizinhos

Depois de acertar os ponteiros com Antonio Patriota ontem, por telefone, Mendes Ribeiro decidiu encaminhar à Dilma Rousseff proposta para criar um cargo de adido agrícola específico para monitorar a questão da febre aftosa na América Latina.

A situação mais preocupante está nos vizinhos Paraguai e Bolívia e Mendes pretende utilizar o novo adido (a Agricultura tem oito adidos) para auxiliá-lo na ações enquanto presidente do Conselho dos Ministros da Agricultura da América Latina.

– A aftosa é uma questão diplomática e a criação desse adido vai trazer o controle das ações para o Brasil.

24 horas por dia

Com a pilha toda

Mendes Ribeiro vai utilizar uma a extensa agenda de viagens, programada para este primeiro semestre na Agricultura, para diluir os rumores sobre sua saúde, após a cirurgia para retirada de um tumor no cérebro, há três meses. Para que não reste dúvida, diz Mendes:

– Em todos os sentidos médicos, estou curado. Posso trabalhar 24 horas por dia.

Sobre a possibilidade de dividir as atividades da Agricultura com a campanha eleitoral dos aliados no segundo semestre, Mendes desconversa:

– Me sinto cada vez mais um técnico, mas sempre gostei de palanque.

Projetos de irrigação

Estratégia contra a seca

Em meio à crise climática, com chuva de sobra na região Sudeste e seca na região Sul, o Ministério da Agricultura resolveu assumir as rédeas das ações de irrigação no país, atualmente comandadas por Fernando Bezerra na Integração Nacional.

Sem interferir na Integração, Mendes Ribeiro já mobilizou a Embrapa para bolar uma estratégia no Rio Grande do Sul. Mendes foi nesta semana ao Instituto Nacional de Meteorologia e disse ter voltado da visita com a notícia de que a chuva finalmente começará a cair nas áreas de seca no Sul.

Fonte: Blog da Veja: Radar on-line, colunista Lauro Jardim

imprensa@faep.com.br