Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 14/08/2018 - 12h53
Postado em Destaques, Milho

14/08/2018 12h53 - Postado em Destaques, Milho

Preços firmes do milho no mercado brasileiro

Na comparação com agosto de 2017, o milho está custando 56,6% a mais este ano

A menor produção na temporada 2017/18, o vendedor mais comedido com relação à oferta, as questões relacionadas ao frete rodoviário (mercado travado) e a maior movimentação para exportação dão sustentação aos preços do milho no mercado interno, mesmo com a colheita da segunda safra em andamento.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a saca de 60 quilos do cereal está cotada em R$40,00 na região de Campinas-SP, sem o frete, com negócios pontuais em até R$41,00-R$42,00 por saca.

Na comparação com agosto de 2017, o milho está custando 56,6% a mais este ano.

Considerando a praça de São Paulo, atualmente é possível comprar 3,6 sacas de milho com o valor de uma arroba de boi gordo.

A alta do milho superou a valorização da arroba do boi gordo. Com isso, a relação de troca com o insumo para o pecuarista piorou 9,5% em agosto, na comparação mensal.

Frente ao mesmo período do ano passado o poder de compra do pecuarista diminuiu 31,9%.

A expectativa é de mercado firme nos próximos meses.

Do lado das exportações brasileiras, a expectativa é de movimentação crescente.

A média diária embarcada na primeira semana de agosto foi de 83,6 mil toneladas, aumento de 57,1% em relação a média de julho deste ano, que já tinha sido 681,7% maior na comparação com junho último (MDIC).

De qualquer forma, continua o monitoramento do câmbio e das questões relacionadas ao frete rodoviário, que podem interferir nos embarques nacionais.

Fonte: Scot Consultoria

Título da Postagem: Preços firmes do milho no mercado brasileiro

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom