Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 21/09/2018 - 09h12
Postado em Destaques, Notícias, Pecuária de Corte

21/09/2018 09h12 - Postado em Destaques, Notícias, Pecuária de Corte

Preço do boi mantém trajetória de alta

Baixa oferta de animais prontos e ritmo acelerado de exportações estão entre os fatores

Os preços do boi gordo mantêm a trajetória de alta no mercado brasileiro, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). O indicador medido pela instituição, com base em São Paulo, chegou a R$ 151 por arroba na quarta-feira (20/9), o maior valor desde 23 de novembro de 2016, quando a arroba foi cotada a R$ 151,70.

No acumulado dos primeiros 19 dias do mês, a referência do Cepea acumula valorização de 2,86%. “O impulso vem da baixa oferta de animais prontos para o abate. Além disso, as exportações brasileiras de carne in natura seguem intensas neste mês, contexto que ajuda a reduzir a disponibilidade doméstica”, dizem os pesquisadores, em nota divulgada nesta quinta-feira (20/9).

Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), divulgados nesta semana, reforçam essa percepção. A intenção de confinamento caiu 3,70% na referência medida pela instituição a cada trimestre. Passou 707,68 mil para 681,49 mil cabeças de gado. O número também é menor que o do mesmo período em 2017 (694,15 mil cabeças).

Já as exportações de carne bovina com origem no Estado somaram 40,2 mil toneladas em agosto, um aumento de 35,62% em relação ao mês anterior, que totalizou 29,64 mil toneladas. Em agosto de 2017, o volume embarcado foi de 35,42 mil toneladas. O dado é atualizado mensalmente pelo Imea.

No Estado, a arroba do boi vem se valorizando, afirmam os técnicos da instituição. Na semana passada, a média estadual teve alta de 0,34%, chegando a R$ 130,72. A variação semanal foi justificada, no entanto, pela maior seca em algumas regiões de produção.

“Com a valorização do boi gordo mais forte em São Paulo do que em Mato Grosso, o diferencial de base MT-SP voltou a alargar na última semana, atingindo -13,57%”, diz o Imea, em boletim semanal de mercado.

Mesmo com a alta, o valor ainda é menor que o registrado na mesma época no ano passado, quando a arroba do boi valia, em média R$ 132,85. A melhora no preço do boi serviu, no entanto, para dar mais liquidez ao mercado de bezerro, que chegou a R$ 1.187,91 a cabeça na última semana, elevação de 0,27% em relação ao período anterior.

Revista Globo Rural.

Título da Postagem: Preço do boi mantém trajetória de alta

imprensa@faep.com.br