Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 06/11/2018 - 08h12
Postado em Destaques, Notícias

06/11/2018 08h12 - Postado em Destaques, Notícias

Preço da soja cai com pressão do câmbio e expectativa de compradores

De acordo com os pesquisadores do Cepea, a aposta no mercado é de preços ainda menores diante da condição climática favorável no campo

Os preços da soja mantiveram a trajetória de queda na última semana, de acordo com os indicadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Os pesquisadores apontam entre os fatores a variação do câmbio durante o período eleitoral, que pressionou a paridade de exportação do grão.

“Compradores também não estão agressivos nas aquisições, visto que esperam por menores preços, fundamentados no clima favorável à cultura de soja nos Estados Unidos, no Brasil e na Argentina”, diz a instituição, em nota divulgada nesta segunda-feira (5/11).

Entre os dias 26 de outubro e primeiro de novembro, a referência medida pela instituição, com base no corredor de exportação de Paranaguá (PR), teve baixa de 2,1%, fechando na última quinta-feira (1/11) a R$ 85,79 a saca de 60 quilos. Ao longo de outubro, a redução acumulada foi de 10,33%.

A referência com base na média dos negócios no Estado do Paraná seguiu caminho semelhante. De 26 de outubro a primeiro de novembro, houve desvalorização de 1,5%, com a saca valendo R$ 79,88. No acumulado de outubro, o indicador registrou queda de 11,01%.

Dados da Bolsa Brasileira de Mercadorias (BBM), compilados com base nas informações das corretoras associadas, reforçam o cenário. De acordo com os indicadores da instituição, outubro foi de queda nos preços da soja em praticamente todas as praças pesquisadas.

Na região de Dourados (MS), por exemplo, a saca da soja caiu de R$ 83,50 para R$ 78 entre os dias primeiro e 31 do mês passado. No Triângulo Mineiro, o preço cedeu de R$ 87 para R$ 80 a saca. Em Julio de Castilhos (RS), o sojicultor viu a cotação do produto cair de R$ 85,5 para R$ 80,5.

Um movimento de menor intensidade foi percebido na região Oeste da Bahia, tomando por referência os municípios de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães. A soja abriu outubro a R$ 71 a saca e chegou a ter momento de alta, chegando a R$ 72 e R$ 73,5 ao longo do mês. Mas acabou encerrando a R$ 69 a saca.

Matéria completa: Revista Globo Rural.

Título da Postagem: Preço da soja cai com pressão do câmbio e expectativa de compradores

imprensa@faep.com.br