Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 31/08/2010 - 12h00
Postado em Notícias

31/08/2010 12h00 - Postado em Notícias

Mercado de Commodities – por Gilda M. Bozza

A Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB) divulgou nesta segunda-feira (30) a primeira estimativa de intenção de plantio de grãos safra verão 2010/11. A safra de soja tem estimativa de área em 4,5 milhões de hectares e uma produção de 13,7 milhões de toneladas.  O aumento da área foi de 3%, com […]

A Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB) divulgou nesta segunda-feira (30) a primeira estimativa de intenção de plantio de grãos safra verão 2010/11.

A safra de soja tem estimativa de área em 4,5 milhões de hectares e uma produção de 13,7 milhões de toneladas.  O aumento da área foi de 3%, com o produtor migrando do milho para a soja.   A relação soja/milho é favorável para a soja, no entorno de 2,53 sacas de milho para uma de soja.

Para o milho 1ª safra, os dados apontam um recuo de 15% na área plantada, passando para 762 mil hectares e uma produção de 5,5 milhões de toneladas.  De acordo com a SEAB, a área prevista é uma das menores da história da cultura.    As dificuldades enfrentadas, como os baixos preços de comercialização e custo de produção mais caro são os principais fatores que motivaram a redução de plantio.

Quanto ao feijão 1ª safra, a estimativa é de 345 mil hectares e produção de 580 mil toneladas.  Um fator destacado pela SEAB diz respeito a migração de produtores do binômio soja/milho para a cultura de feijão como alternativa.

O risco dos efeitos do La Niña é preocupante.   Razão pela qual a SEAB sugere o plantio escalonado, seguir o zoneamento agrícola para fugir dos efeitos do La Niña.

Os preços apurados pela SEAB nesta segunda-feira foram: para a soja preço médio de R$ 38,38/saca; milho teve uma média de R$ 15,26/saca e o trigo com média de R$ 24,18/saca.

Gilda M. Bozza
Economista
DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br