Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 14/09/2011 - 12h00
Postado em Notícias

14/09/2011 12h00 - Postado em Notícias

Governo vai fiscalizar níveis de agrotóxicos em alimentos

O secretário da Saúde,Michele Caputo Neto, assinou uma resolução que cria o ProgramaEstadual de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos. Oobjetivo é regular e fiscalizar o uso dessas substâncias naprodução de alimentos, já que o consumo de produtos com resíduosde agrotóxicos pode ser nocivo à saúde. Caputo Neto alertaque, para evitar possíveis intoxicações, é […]

O secretário da Saúde,Michele Caputo Neto, assinou uma resolução que cria o ProgramaEstadual de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos. Oobjetivo é regular e fiscalizar o uso dessas substâncias naprodução de alimentos, já que o consumo de produtos com resíduosde agrotóxicos pode ser nocivo à saúde.

Caputo Neto alertaque, para evitar possíveis intoxicações, é necessário ummonitoramento constante dos processos de produção. O programa,destaca o secretário, preza pela segurança alimentar da população.

"Serão coletadas amostras de alimentos em todo o Paraná eenviadas para análise no Laboratório Central do Estado", explica.Posteriormente, outros laboratórios deverão ser credenciados pararealização das análises. A coleta de amostras no comércio seráfeita por meio de parcerias entre a Secretaria de Estado da Saúde eas prefeituras.

Inicialmente o programa vai orientarprodutores, comerciantes e consumidores sobre os riscos do manuseiode agrotóxicos e do consumo de alimentos com níveis elevados decontaminação.

De acordo com o coordenador do programa echefe do departamento de Vigilância Sanitária, Paulo Costa Santana,a fiscalização no comércio ficará a cargo das equipes municipaisde vigilância sanitária, que farão o rastreamento dos produtores."Se o comércio não possuir um documento que ateste a origem doproduto, o estabelecimento será autuado e estará sujeito àssanções vigentes", alerta.

Santana também ressalta queos alimentos hortifrutigranjeiros serão o foco principal dasfiscalizações, pois apresentam os maiores índices de intoxicaçõespor agrotóxicos.

No caso da comprovação da existência deresíduos de agrotóxicos em níveis elevados ou substânciasproibidas pela Anvisa nas amostras, o produtor será notificado pelaSecretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná e os produtosserão retirados imediatamente do mercado.

Fonte: Agência de Notícias

imprensa@faep.com.br