Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/01/2011 - 12h00
Postado em Notícias

27/01/2011 12h00 - Postado em Notícias

FAEP é passagem ‘obrigatória’ para missões internacionais

Primeira missão de 2011 aconteceu na quarta-feira. Instituição recebeu produtores alemães. Na próxima semana serão produtores norte-americanos

Os avanços na produção agropecuária do Brasil nos últimos anos tornaram o país referência mundial para visitas de missões internacionais ligadas ao agronegócio. O Paraná, líder absoluto na produção de grãos na safra 2010/2011 e destaque nas exportações, está no roteiro desses grupos.

As primeiras missões do ano já estão acontecendo e o Sistema FAEP (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), instituição que é a voz da agropecuária no Estado, é parada "obrigatória" para os estrangeiros. 

Na quarta-feira (26), uma missão composta por 40 produtores alemães esteve na sede da Federação, em Curitiba, para conhecer o trabalho da instituição e trocar experiências. Os visitantes, grande parte vinda do norte da Alemanha, foram trazidos pela empresa Pioneer.

Segundo o coordenador do grupo, Ralf Oetjen, o objetivo é dar oportunidade para que os produtores conheçam um país com saldos positivos na agricultura. "Eles estão vendo todo o potencial agrícola do Brasil e se impressionam com a diversidade entre um estado e outro", disse Oetjen, referindo-se às visitas anteriores feitas a Manaus e Brasília.

Durante o encontro, a economista do Departamento Técnico Econômico da FAEP Gilda Bozza apresentou um panorama econômico do agronegócio no estado. Ela destacou a relevância da produção paranaense para o mercado nacional, citando o ano de 2010, em que o Paraná recuperou duas posições de destaque: foi líder na safra de grãos e segundo maior exportador do agronegócio. O trabalho do SENAR-PR em promover a capacitação profissional no campo foi apresentado pelo gerente de planejamento da instituição, Henrique de Salles.

Antes da visita à sede da FAEP, os produtores conheceram algumas propriedades da região dos Campos Gerais. O bovinocultor alemão Arnold Klintworth se impressionou com o tamanho das propriedades e com o avanço da produção paranaense. "Eu não esperava encontrar uma agricultura tão intensiva", disse. O produtor acredita que em 20 anos o Brasil estará no alto das estatísticas de produção agropecuária. "Acredito que o trabalho de entidades como o SENAR e a FAEP esteja contribuindo muito para esse cenário", ressaltou Klintworth.

Tio Sam
Na próxima semana, o Sistema FAEP recebe membros da diretoria executiva da Soybean Association, uma associação de produtores de soja do estado americano de Illinois. O objetivo é ver o estilo de produção paranaense, as técnicas utilizadas e fazer comparação de custos.  A reunião com norte-americanos acontece na sede da Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná), em Curitiba, às 14 horas.  

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom