Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 20/10/2010 - 12h00
Postado em Notícias

20/10/2010 12h00 - Postado em Notícias

Exposição retrata influências econômicas e políticas do setor cafeeiro

Exposição retrata a produção do café no Brasil nos últimos 85 anos

Estudantes, turistas e visitantes do Museu do Café em Santos (SP) poderão ampliar conhecimentos sobre o setor cafeeiro, na exposição Café: economia e política – as intervenções governamentais na economia cafeeira, 1905-1990. A mostra, que será inaugurada nesta quinta-feira, 21 de outubro, pode ser visitada até 30 de janeiro de 2011.

A exposição retrata as fases da produção de café do Brasil nos últimos 85 anos, marcadas pelas condições de produção e pela relação entre governo e produtores na condução das políticas de incentivo e desenvolvimento da cafeicultura. Fatos históricos, culturais, educacionais e turísticos serão mostrados, explorando as políticas públicas do café e seus reflexos na produção e expansão da comercialização no mercado interno e externo.

Quem visitar a mostra também poderá conhecer os marcos cronológicos do setor cafeeiro, como o Convênio de Taubaté (1905/1906), que iniciou os debates para a política de valorização do café e a extinção do Instituto Brasileiro do Café (IBC), na década de 1990, quando o governo assumiu a coordenação de políticas públicas de apoio à atividade cafeeira. A criação do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), entidade que reúne órgãos governamentais e privados envolvidos com os negócios da cafeicultura também será abordada.

O Museu do Café, no edifício e monumento da Bolsa Oficial do Café em Santos, foi criado há doze anos com o objetivo de colecionar, expor e pesquisar a história e o desenvolvimento socioeconômico e cultural do Brasil na relação com o agronegócio do café no país e no mundo. É referência nacional e internacional na divulgação da memória histórica do grão.

O museu abriga também um centro de documentação e informação, que mantém acervo bibliográfico e arquivístico, além de sala para tratamento e higienização de documentos. Desenvolve ações educativas, por meio do serviço de monitoria permanente para os visitantes, realização de oficinas gratuitas da terceira idade, educadores e estudantes, além de várias atividades durante o ano, integrando o Sistema Brasileiro de Museus.

Fonte Ministério da Agricultura
Por Sophia Gebrim

imprensa@faep.com.br