Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 21/06/2018 - 09h10
Postado em Destaques, Notícias, Soja

21/06/2018 09h10 - Postado em Destaques, Notícias, Soja

Embrapa desenvolve primeira soja tolerante a percevejo

Busca por cultivares de soja com maior tolerância ao ataque de insetos sugadores foi intensificada desde 2016, na Embrapa em Londrina

Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) registra o primeiro cultivar de soja com tolerância ao ataque de percevejos, desenvolvida por meio de melhoramento genético tradicional, tem elevado potencial produtivo e suporta o dobro do ataque da praga, sem reduzir o rendimento. A variedade estará disponível no mercado nas próximas safras.

A busca por cultivares de soja com maior tolerância ao ataque de insetos sugadores foi intensificada desde 2016, quando foram avaliadas no campo experimental da Embrapa Soja, em Londrina (PR), 30 linhagens convencionais e 20 com as tecnologias RR e Intacta.

“Introduzimos características de resistência ou tolerância a insetos nas cultivares de soja para facilitar o manejo das pragas no campo”, conta o pesquisador Carlos Arrabal Arias, líder do programa de melhoramento genético de soja da Embrapa, que também é o responsável pelo desenvolvimento de genótipos resistentes a insetos. “A resistência genética é o método mais econômico para o manejo de pragas e doenças”, frisa o cientista.

O trabalho de pesquisa envolveu especialmente as equipes que atuam com melhoramento genético e entomologia, e os resultados mostraram que as plantas desenvolvidas apresentaram alta produtividade, mesmo quando atacadas por percevejos. Segundo Arias, enquanto o nível de dano definido pela pesquisa atualmente é de dois percevejos por pano de batida, o novo cultivar consegue suportar, pelo menos, o dobro de insetos, sem afetar a sua produtividade. “Algumas plantas, mesmo na presença de alta população de percevejos, mantiveram a produtividade alta, enquanto os cultivares suscetíveis o apresentaram perdas importantes”, revela.

Os percevejos são atualmente uma das pragas mais importantes para a cultura da soja, porque interferem na produtividade e na qualidade dos grãos e das sementes. O principal problema é seu ataque direto ao grão e às vagens da soja, por isso, existe potencial de perda em produtividade e em qualidade de produtos que serão gerados, como o óleo e a ração animal. No caso dos produtores de semente, o problema é ainda maior, porque afeta o vigor da semente, impactando no estabelecimento adequado da futura lavoura.

Com o aumento da resistência de populações de percevejos a produtos químicos, o produtor entra em um cenário de alto risco de perda. Ter cultivares tolerantes à praga é uma ferramenta para ser inserida no manejo integrado do percevejo-marrom, reduzindo o risco que apresenta para a cultura. Essa ferramenta pode ser integrada a outras táticas que já existem, como o controle químico.

Fonte: Mundo Coop

Título da Postagem: Embrapa desenvolve primeira soja tolerante a percevejo

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom