Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 05/11/2018 - 10h02
Postado em Ágide Meneguette, Destaques, Notícias

05/11/2018 10h02 - Postado em Ágide Meneguette, Destaques, Notícias

Discurso do presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR no evento de premiação do Concurso Agrinho

Ágide Meneguette destacou o trabalho do SENAR-PR nos seus 25 anos e a formação de cidadãos por meio do Programa Agrinho

Nosso planeta está ameaçado e, por consequência, nós também.

Assim, precisamos cuidar com carinho e eficiência dele para nosso bem e para o bem das gerações futuras.

Esta é a mensagem que o Programa Agrinho traz este ano o que, na verdade, é uma síntese do que tem feito desde a sua instituição, há 23 anos.

Sustentabilidade é um termo que engloba as ações de defesa do nosso planeta e que nós poderíamos traduzir em ações que o SENAR-PR vem realizando, capacitando trabalhadores e produtores rurais para que produzam mais, com mais eficiência e com respeito ao meio ambiente.

O Agrinho nasceu sob a égide da sustentabilidade, preocupado com a saúde da família rural e com o cuidado que se deve ter com o meio ambiente.

Com o passar dos anos, o Agrinho alargou sua área de atuação e incorporou temas de importância para a formação da cidadania, questões éticas, direitos e deveres, a saúde pessoal e a saúde do planeta.

Fico muito orgulhoso em saber que esses ensinamentos chegam às novas gerações, levados por esses notáveis professores do ensino básico, a quem rendo minhas homenagens.

O Agrinho, não canso de repetir, é o programa que olho com mais carinho no SENAR-PR porque é dedicado a crianças e jovens e porque leva a eles lições importantes de cidadania e sustentabilidade. Ajuda a prepará-los para uma vida correta e de respeito.

Mas o SENAR-PR vai além no apoio à nossa juventude, com programas como o Jovem Agricultor Aprendiz, que já capacitou mais de 50 mil jovens de 14 a 18 anos, com cursos que variam de 80 a 280 horas, preparando-os para a gestão de propriedades e para que possam entrar para cursos profissionalizantes específicos da área rural.

Ou cursos da Aprendizagem de Adolescentes e Jovens, uma exigência legal para empresas que tenham mais de sete trabalhares e são obrigados a contratar aprendizes entre 14 e 24 anos.

Mas o SENAR-PR não é só Agrinho e cursos para jovens.

É muito mais.

Sua função legal é capacitar trabalhadores e produtores rurais nas mais diversas atividades do meio rural. Desde que foi criado em 1993, passaram pelo SENAR-PR mais de 2,6 milhões pessoas.

Juntamente com outras instituições voltadas para o campo, ajuda explicar porque o Paraná deu um salto extraordinário na produção e na produtividade agropecuária.

Não basta desenvolver a tecnologia, é indispensável capacitar quem a utiliza.

Não é por acaso, portanto, que o SENAR-PR criou o Programa Empreendedor Rural para capacitar em elaboração de projeto da área agropecuária e que já o fez com mais de 22 mil trabalhadores e produtores rurais, onde se destaca a participação de mulheres, hoje mais envolvidas nas lides do campo, principalmente na gestão da propriedade, base para o sucesso da produção rural.

Recentemente, o Senar criou o Programa Herdeiros do Campo, visando evitar que os jovens saiam do campo e que a propriedade da família acabe abandonada.

O Herdeiros do Campo procura sensibilidade as famílias proprietárias a pensar com que fazer com a propriedade quando ela for herdada. É preciso decidir com antecedência qual dos herdeiros será o gestor e qual o arranjo familiar para a continuidade do empreendimento.

Mas este encontro de hoje tem como finalidade a entregar prêmios a alunos e professores do ensino básico que participaram do Programa Agrinho durante este ano. É sempre uma data muito feliz para mim e para toda família do Sistema FAEP/SENAR-PR.

É o resultado do esforço de secretários municipais de educação, de chefes de núcleo de educação, de diretores e, principalmente, de professores. De professores e técnicos que fizeram parte da banca que examinou milhares de trabalhadores feitos nas escolas para chegar a este momento.

Trata-se, também, de um grande esforço de técnicos, supervisores e funcionários do Sistema FAEP/Senar e de dirigentes e mobilizadores dos sindicatos.

Não seria possível este encontro sem o apoio que tivemos de nossos parceiros: o Governo do Estado através das secretarias de Educação, Meio Ambiente, Justiça e Agricultura e Abastecimento, do Instituto Ambiental do Paraná, do Tribunal Regional do Trabalho – 9ª Região, do Ministério Público do Trabalho, do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Paraná, da Receita Federal – 9ª Região Fiscal, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal, do Banco de Desenvolvimento da Região Sul, da SANEPAR, da Itaipu Binacional, da Viapar e da empresa ferroviária Rumo Logística.

Agradeço a todos esses parceiros pela confiança que tem demonstrado neste programa de grande alcance social.

Agradeço aos secretários de educação dos municípios, chefes de núcleo de educação, diretores e professores de escolas públicas e particulares que se empenharam em suas escolas para que seus alunos pudessem receber os conteúdos das cartilhas do Agrinho, Aos pais que vieram assistir com orgulho a premiação de seus filhos.

Agradeço a presença de nossos ilustres convidados que aqui vieram testemunhar este momento de alegria.

Meu muito obrigado.

Ágide Meneguette, presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR

Título da Postagem: Discurso do presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR no evento de premiação do Concurso Agrinho

imprensa@faep.com.br