Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 26/09/2018 - 09h06
Postado em Agronegócios, Destaques, Notícias, Senar - PR

26/09/2018 09h06 - Postado em Agronegócios, Destaques, Notícias, Senar - PR

Dentista larga o consultório para cultivar morangos com ajuda do SENAR-PR

Depois de atuar como dentista e jornalista, jovem descobre vocação para a produção rural com ajuda do SENAR-PR

Desde que iniciou suas atividades, em 1993, o SENAR-PR já transformou a vida de muita gente. Gente que já trabalhava no campo e precisava de conhecimento para ir mais longe, outros que mudaram de atividade e precisaram de suporte para produzir com segurança, e até quem nunca havia pensado em tirar da terra o seu sustento.

É o caso de Carlos Eduardo Kiatkoski, que após atuar profissionalmente como dentista e jornalista, decidiu apostar no universo da agricultura e encontrou no SENAR-PR um importante parceiro. “Como dentista não me encontrei na área, não me sentia bem preso 12 horas dentro de um consultório. Sempre busquei algo fora, e encontrei um pouco disso no jornalismo. Mas com o tempo vi que isso também não era a minha praia”, conta.

Nesse processo de redescoberta dos caminhos profissionais, Kiatkoski decidiu fazer um curso de Jardinagem. “É preciso estar sempre se qualificando. Nessa busca de qualificação fui conhecendo o universo da agricultura e acabei conhecendo o SENAR-PR”, lembra o jovem, que até então nunca havia tido contato prático com nenhuma atividade rural. “Comecei a me aprofundar e vi que não queria ser jardineiro. Então decidi aplicar o conhecimento que adquiri em outra área”, lembra.

A cultura escolhida foi o morango. “Comecei com o curso de Olericultura Orgânica. Fiz cultivo em ambiente protegido, fruticultura, pragas e inimigos naturais, nutrição, irrigação”, enumera as formações do SENAR-PR feitas por ele e pelos seus dois funcionários. “Toda essa capacitação técnica me permitiu construir algo profissional”, atesta.

Hoje Kiatkoski produz, em média, 500 quilos de morango por semana no sistema orgânico de produção em uma propriedade arrendada em Quatro Barras, município na Região Metropolita de Curitiba (RMC). Em cinco estufas, ele cultiva 8,5 mil pés da fruta.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

Título da Postagem: Dentista larga o consultório para cultivar morangos com ajuda do SENAR-PR

imprensa@faep.com.br