Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 04/09/2018 - 17h00
Postado em Avicultura, Destaques

04/09/2018 17h00 - Postado em Avicultura, Destaques

Comissão de Avicultura debate sanidade

Reunião também abordou tema como as relações com as indústrias, por meio das Cadecs

Avicultores de diversas regiões produtoras do Paraná estiveram reunidos na sede da FAEP, em Curitiba, para reunião da Comissão Técnica de Avicultura, no dia 4 de setembro. Na abertura do evento, o presidente da Comissão, Carlos Bonfim, posicionou os presentes sobre a reunião com representantes das agroindústrias, para a apresentação do Núcleo de Cadecs, projeto criado e desenvolvido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR.

Ainda na reunião, técnicos do Departamento de Tecnologia da Informação (TI) do Sistema FAEP/SENAR-PR apresentaram a proposta para criação de um aplicativo de celular para cálculo de custos de produção na avicultura e outros serviços. No momento seguinte, o gerente corporativo da BRF, Paulo Rossato, descreveu como a empresa enfrentou diversos episódios em 2018, como o embargo europeu, greve dos caminhoneiros, relação com a China, mudança nas regras do abate halal.

“A notícia boa é que as ações tomadas nas nossas unidades estão surtindo efeito”, afirmou, referindo-se à paralisação na produção de unidades de abate de peru, como a ocorrida em Francisco Beltrão, a concessão de férias coletivas para quatro unidades, sendo duas no Paraná (Toledo e Carambeí) e a redução de 5% no quadro geral de funcionários da companhia. “Até o final do ano não deve ocorrer novas medidas, salvo alguma ocorrência extraordinária”, afirmou.

Outro ponto importante da reunião foi a apresentação do auditor fiscal federal agropecuário Bruno Pessamilio, chefe da divisão de sanidade das aves do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sobre a revisão da Instrução Normativa (IN) nº 20, que trata do controle da bactéria Salmonella.

De acordo com o Pessamilio, existem 2,5 mil tipos de Salmonella. Porém são monitorados apenas quatro, duas com vigilância ativa e outras duas com vigilância passiva. Quando a bactéria encontrada não pertence a nenhum destes quatro tipos é considerada Salmonella spp.

Título da Postagem: Comissão de Avicultura debate sanidade

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom