Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 17/08/2018 - 14h49
Postado em Avicultura, Destaques

17/08/2018 14h49 - Postado em Avicultura, Destaques

China estende por seis meses investigação antidumping sobre importação de frango do Brasil

Relações comerciais brasileiras e as perspectivas das exportações serão temas de reuniões com os membros de Cadecs e Comissão Técnica de Avicultura, em setembro

O Ministério de Comércio da China informou que o país irá prorrogar por mais seis meses a investigação sobre a prática de dumping nas importações de frango do Brasil. A investigação, lançada em agosto de 2017, será estendida até 18 de fevereiro de 2019 devido à complexidade do caso, segundo justificativa do Ministério chinês.  O Brasil já prestou todas as informações necessárias.

No dia 8 de junho deste ano, o governo chinês anunciou a imposição de direito antidumping provisório sobre as importações de frango provenientes do Brasil. Na ocasião entrou em vigor as tarifas antidumping que vão de 18,8% a 38,4%, dependendo da empresa brasileira. O país asiático estava cobrando tarifa média de 10% para a compra de carne de ave brasileira. Com a mudança, até então provisória, a cobrança passa para 25,3% de tarifa da BRF, 20,8% da Aurora, 18,8% da Seara e 38,4% da paranaense CVale.

No início de setembro, o Sistema FAEP/SENAR-PR promoverá reuniões com os membros de Comissões de Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadecs) e Comissão Técnica de Avicultura, na sede da entidade, em Curitiba. Temas como as relações comerciais brasileiras, evolução e perspectivas das exportações, revisão de instruções normativas e certificação internacional serão abordados. Na ocasião, especialistas da área e representantes de entidades de classe irão participar para repassar informações aos produtores rurais.

Título da Postagem: China estende por seis meses investigação antidumping sobre importação de frango do Brasil

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom