Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/03/2018 - 16h35
Postado em Agronegócios, Destaques, Grãos, Soja

27/03/2018 16h35 - Postado em Agronegócios, Destaques, Grãos, Soja

Campo procura tirar vantagem da quebra argentina

Após um longo período de preços baixos, agricultores paranaenses aproveitam melhora nas cotações e boa produtividade na soja para começar a vender a safra

A quebra da safra da Argentina, em função do pior clima registrado nos últimos 44 anos, não deve provocar alterações drásticas no cenário mundial do agronegócio. Porém, os reflexos imediatos, como a alta na cotação da soja, já estão sendo aproveitados pelos produtores paranaenses. “Essa é uma oportunidade para nós produtores do Brasil, se soubermos usar a janela. O grão já subiu 15%. O pessoal não pode sentar na safra e ficar esperando outra frustração. É precisa aproveitar a realidade”, aponta o produtor José Antônio Borghi, de Maringá, na região Norte. [A quebra na Argentina] deu uma injeção na comercialização.

Quem quer realizar esse é o momento, pois é um benefício momentâneo. Logo as coisas retornam ao normal”, complementa o pecuarista José Elalio Zago, com propriedade de 72 hectares no município de Castelo Branco, também no Norte do Estado.

De forma macro, para Borghi, o Brasil deveria aproveitar a oportunidade aberta pela Argentina, que talvez não consiga entregar produtos a todos os clientes internacionais, para ocupar essa lacuna. “Essa escassez de grãos por lá fez aparecer algumas oportunidades. Agora é não deixar passar”, diz. “O país precisa prospectar novas fontes de venda no exterior”, reforça Zago.

Para Euclênio Vendrametto Junior, que planta milho e soja e cria frango de corte e gado de leite em uma área de 60 hectares na cidade de Sabáudia, na região Norte, as oportunidades podem ir além do preço da oleaginosa. O produtor acredita que as produções de leite e carne na Argentina podem acabar caindo em função da falta de alimento para os animais e/ou alta no custo de produção. Isso permitiria uma inversão na balança comercial entre as duas nações em relação a esses produtos.

Leia a matéria completa aqui.

Título da Postagem: Campo procura tirar vantagem da quebra argentina

imprensa@faep.com.br