Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 31/01/2014 - 09h59
Postado em Bolsa e Radar

31/01/2014 09h59 - Postado em Bolsa e Radar

Tempo seco afeta a produtividade das primeiras lavouras de soja do PR

Agricultores esperam melhor resultado onde o plantio foi feito mais tarde. Lavouras precoces sofreram com a falta de chuva no fim do ano passado

O tempo seco afetou a produtividade das primeiras lavouras de soja que estão sendo colhidas no norte do Paraná. Os agricultores esperam um resultado melhor nas áreas onde o plantio foi feito mais tarde.

Na corrida para colher a nova safra de soja, os produtores de Floresta, no norte do estado, saem na frente.

Parte dos 18 mil hectares do município foi plantada mais cedo, em setembro, e essas lavouras precoces sofreram com a falta de chuva no fim do ano passado. As primeiras colheitas estão com produtividade menor.

Em uma propriedade, a primeira colheita está rendendo em torno de 45 sacas de soja por hectare, bem abaixo do esperado para a região. Mas é só o começo. O produtor Valdemir Dolfini ainda tem bastante soja para ser colhida e para essas lavouras plantadas mais tarde, a expectativa é bem melhor.

No Paraná, a previsão é colher mais de 16,4 milhões de toneladas de soja, 4% a mais do que na safra passada. O Paraná é o segundo maior produtor de soja do país, só fica atrás de Mato Grosso, que deve colher, 26 milhões de toneladas.

Enquanto o restante das lavouras não chega no ponto, os produtores correm atrás da revisão das máquinas.

Nas cooperativas, a procura é por peças. Nas oficinas de máquinas agrícolas, o movimento também é grande para revisar as colheitadeiras. Quando o conserto é simples, muitos produtores fazem o trabalho do mecânico.

Fonte:  G1 – 31/01/2014

Tags:,

Título da Postagem: Tempo seco afeta a produtividade das primeiras lavouras de soja do PR

imprensa@faep.com.br