Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 05/02/2019 - 09h23
Postado em Agrinho, Destaques, Senar - PR

05/02/2019 09h23 - Postado em Agrinho, Destaques, Senar - PR

SENAR-PR realiza formação de instrutores do Agrinho

Curso atualiza a metodologia utilizada para instruir os professores sobre o programa desenvolvido nas escolas do Paraná

A nova capacitação oferecida pelo SENAR-PR sobre o Agrinho tem como objetivo modernizar a proposta pedagógica e alinhar as instrutoras envolvidas no desenvolvimento do programa. O curso recebe 12 instrutoras de diversas regiões do Estado, entre os dias 4 a 6 de fevereiro, no hotel Lizon, em Curitiba.

Com a nova formação, que aborda a metodologia de projetos, as instrutoras têm a oportunidade de aprender como aumentar a eficiência e o alcance de melhores resultados para o Programa Agrinho. Segundo Eliane Schlammer, palestrante responsável pela formação, por meio dessa metodologia é possível atender às necessidades, interesses e características específicas de cada região do Paraná, onde os professores trabalham o Agrinho com os alunos.

“É importante que as instrutoras vivenciem o processo de aprendizagem para que possam compreender melhor e consigam trabalhar com os professores, desenvolvendo com eles essa compreensão do que significa o projeto e qual o vínculo disso com a realidade de cada região para contemplar o interesse dos alunos”, esclarece Eliane, que inclusive é autora de um dos capítulos do material didático do Agrinho que está sendo reformulado.

A instrutora Devanilde Alves Arias, da Regional de Londrina, trabalha com o Agrinho há cerca de 10 anos, além de ser instrutora de outros cursos do SENAR-PR há 16 anos. Apaixonada pela docência, Devanilde vê no Programa uma oportunidade de fazer a diferença na vida de alunos e professores da sua região. “Eu acredito na proposta, gosto muito e me identifico. A pedagogia de projetos é uma chance de crescimento, do professor sair da zona de conforto e, a partir desse momento, ter um novo olhar sobre o seu próprio trabalho”, relata. Ainda segundo a instrutora, o desafio é quebrar a resistência inicial e trabalhar com o professor a importância de fazer um projeto que produz resultados.

Daiane Oliveira, da Regional de Ponta Grossa, uma das instrutoras que participaram da formação, conta que muitos professores já estão tomando a iniciativa e, inclusive, em busca de novidades. “Desde o ano passado estamos fazendo algumas oficinas, trabalhando para que eles realmente participem das atividades e aprendam que é possível levar coisas novas para a sala de aula”, destaca.

Renovação

O Programa Agrinho está em constante renovação para atender e se adaptar à realidade escolar. Segundo a pedagoga do Departamento Técnico Econômico (Detec) do Sistema FAEP/SENAR-PR Isabella do Carmo Noviski, essa nova formação irá reestruturar o curso de oito horas voltado aos professores, que apresenta todos os detalhes sobre o programa e a metodologia utilizada.

O objetivo é moldar o treinamento que vai a campo para deixá-lo atualizado conforme as necessidades das escolas e docentes. “É importante que as instrutoras estejam falando a mesma linguagem e atendendo a realidade das regiões que cada uma atende. A expectativa é que seja realmente um momento efetivo para o professor lá na ponta de formação, que ele possa aproveitar ao máximo o Programa Agrinho em sua sala de aula”, complementa.

Esse processo de renovação também passa pelo material didático, composto por dois livros para orientar os docentes, um técnico (com os eixos temáticos do programa) e outro metodológico. Ainda, para os alunos é destinada uma coleção de livros, um para cada ano letivo, do primeiro ao novo ano do ensino fundamental.

Como ocorre a cada ciclo, esses estão em processo de reformulação com auxílio de um grupo de pesquisadores e especialistas que redigem os livros posteriormente utilizados pelos professores.

 

Título da Postagem: SENAR-PR realiza formação de instrutores do Agrinho

imprensa@faep.com.br