Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 29/03/2019 - 09h39
Postado em Agronegócios, Destaques, Hortifruticultura, Notícias, Sem categoria, Senar - PR

SENAR-PR leva Manejo Integrado de Pragas ao cultivo do morango

Oficina foi realizada em Pinhalão, no Norte Pioneiro do Paraná

Não são só as grandes culturas, como o milho e a soja, que podem colher os benefícios do Manejo Integrado de Pragas (MIP). O SENAR-PR levou a técnica, que utiliza os próprios organismos presentes no ambiente (microrganismos, insetos, etc.) para combater as pragas que causam prejuízo à agricultura (lagartas, percevejos, etc.), para ser aproveitada por produtores de morango da região do Norte Pioneiro.

A pedido da secretaria municipal de Agricultura de Pinhalão, em março deste ano, o SENAR-PR promoveu a “Oficina de manejo integrado de pragas do morangueiro”. A demanda surgiu da necessidade de produtores do município que buscam obter a certificação de Produção Integrada de Morango (PIMo), com normas regidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que tem dentre seus objetivos a racionalização do uso de agroquímicos.

Segundo a professora e pesquisadora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Maria Aparecida Zawadneak, que ministrou a oficina, uma das propriedades participantes deverá solicitar em breve a auditoria para certificação. “Essa poderá ser a primeira produção de morango do Paraná a receber o selo PIMo”, afirma.

Segundo a pesquisadora, o Paraná é pioneiro no MIP do morango por contar com uma linha de pesquisa na área de entomologia (estudo dos insetos) na Universidade, que busca soluções para o controle biológico de pragas. Nesse ponto, as parcerias, como a que viabilizou a oficina em Pinhalão, são estratégicas. “O SENAR-PR é fundamental nesses treinamentos, pois dá toda condição para que nós, técnicos, possamos difundir os conhecimentos”, avalia.

 Aprendizado

Com oito horas de duração, a oficina do SENAR-PR contou com uma etapa teórica, na qual foram tratados temas como identificação, monitoramento e controle das pragas. E temas práticos, desenvolvidos em uma aula de campo, na qual os alunos tiveram que coletar e identificar as diferentes pragas presentes no morangueiro. “Depois desta etapa, eles realizaram as práticas de amostragem de pragas e de liberação de predadores que irão fazer o controle biológico”, aponta a técnica do Sistema FAEP/SENAR-PR Vanessa Reinhart, que acompanhou a iniciativa.

Leia a matéria completa no Boletim Informativo.

Título da Postagem: SENAR-PR leva Manejo Integrado de Pragas ao cultivo do morango

imprensa@faep.com.br