Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/07/2014 - 11h06
Postado em Trigo

03/07/2014 11h06 - Postado em Trigo

Qual o efeito das geadas recentes e do excesso de chuvas no trigo do Paraná?

Andamento de plantio, geadas, chuvas e o clima no curto prazo ao trigo paranaense

Reportes recentes de geadas no Estado do Paraná trouxeram a atenção e os comentários até mesmo de analistas internacionais, diante da falta de argumentos de alta no mercado de trigo internacional. Por isso, trazemos hoje o resumo das conversas e informações disponíveis quanto à cultura no Estado.

AVANÇO SEMANAL DE PLANTIO RESPEITANDO UMIDADE E PERÍODO ÓTIMO
De acordo com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado do Paraná (Seab) 88% do plantio já foi realizado no Paraná, com avanço semanal de apenas 80 mil hectares. Este avanço lento se deve ao plantio mais tardio justamente nas regiões mais afetadas pelas chuvas que tem ocorrido, principalmente nas regiões Sudoeste e Sul.

GEADAS NÃO OCORRERAM NAS ÁREAS SUSCEPTÍVEIS, CHUVAS PREOCUPAM
No início da semana, tínhamos 37% das lavouras em período crítico com relação às baixas temperaturas. Sendo que as lavouras em florescimento concentram-se no Norte e Oeste do Estado, onde apenas baixadas apresentaram geadas.

Comentários localizados de técnicos a campo sobre as lavouras paranaenses de trigo nesta semana indicaram que temos ocorrência de doenças em Cascavel e Campo Mourão, como brusone e giberela, mas que houve tempo hábil para controle na última semana. Ivaiporã (centro-norte) e Cornélio Procópio (Norte) as lavouras estão em boas condições.

Atrasos de plantio e mais alagamentos esta semana em Francisco Beltrão, Laranjeiras do Sul e Dois Vizinhos. Na região de União da Vitória plantio sendo realizado mesmo sem as condições de umidade ideais. Ao que tudo indica não teremos a área e os rendimentos esperados no Sul e Sudoeste do Estado.

O COMO SERÁ O CLIMA NO CURTO PRAZO?
Quanto à previsão de clima, nos próximos sete dias acumulados no máximo em 5mm nas regiões mais atrasadas (02 a 09/07), com período entre 05 a 09/07 concentrando este volumes. Devendo assim os produtores locais avançarem no plantio no curtíssimo prazo para conclusão dos trabalhos. Na semana seguinte chuvas de até 25 mm no sul e Sudoeste do Estado trazem poucas chances de avanço da semeadura.

Fonte: AFNews – 03/07/2014

Tags:, , ,

Título da Postagem: Qual o efeito das geadas recentes e do excesso de chuvas no trigo do Paraná?

imprensa@faep.com.br