Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/06/2019 - 16h27
Postado em Destaques, Suinocultura

25/06/2019 16h27 - Postado em Destaques, Suinocultura

Preços firmes no mercado de suíno

Exportações, que seguem em bom ritmo, dão sustentação aos preços no mercado interno

Mesmo com a segunda quinzena do mês, época que tipicamente o consumo tende a cair em função da descapitalização da população, as cotações do suíno seguem com preços firmes.

No atacado, em sete dias, o preço da carcaça suína subiu 3,8% e o produto está cotado em R$8,20/kg.

Nas granjas paulistas a valorização no mesmo período foi de 5,1%. O animal terminado está cotado em R$103,00/@, aumento de R$5,00 por arroba na comparação semanal.

Na comparação anual, nas granjas paulistas e no atacado, as valorizações foram de 51,5% e 49,1%, respectivamente.

Lembrando que em junho de 2018 a greve dos caminhoneiros estava prejudicando o fornecimento da mercadoria, o que gerou valorizações para o suíno. Ou seja, se não fosse a greve, as variações poderiam ser ainda maiores.

As exportações, que seguem em bom ritmo, dão sustentação aos preços no mercado interno. Até a segunda semana de junho, o volume exportado de carne suína in natura foi de 2,7 mil toneladas diárias. O volume é 85,9% maior que o exportado em junho de 2018 e está nos mesmos patamares que o exportado em maio último.

Se as embarcações continuarem nesse ritmo, até o final do mês o volume total vendido será de 50,7 milhões de toneladas.

Fonte: Scot Consultoria

Título da Postagem: Preços firmes no mercado de suíno

imprensa@faep.com.br