Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 20/03/2019 - 16h05
Postado em Destaques, Legislação

20/03/2019 16h05 - Postado em Destaques, Legislação

Por que fazer o cadastro de usuário de agrotóxicos?

Operação é simples e deve ser realizada nas Unidades Locais de Sanidade Agropecuária

A sociedade cobra mais responsabilidade no uso de agrotóxicos, mais profissionalismo nas recomendações técnicas e uma melhor forma de utilização dessa operação no controle das principais pragas nas culturas vegetais.

A Portaria nº 101/2018 – ADAPAR estabelece a obrigatoriedade de cadastramento prévio do usuário de agrotóxicos junto a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, previsto para ser realizado até a data de 01/05/2019. Este procedimento de cadastro é uma operação simples que deve ser realizada nas Unidades Locais de Sanidade Agropecuária – ULSA. Muitos produtores já possuem esse cadastro realizado na Adapar, como é o caso dos pecuaristas.

Entretanto, mesmo com a aproximação da data limite estabelecida na Portaria, ainda persistem dúvidas e desinformação de produtores sobre a obrigatoriedade do cadastro ou de onde ou como fazê-lo. Diante do fato esclarecemos e tranquilizamos os produtores de que, em que pese a data limite estabelecida na Portaria, novos prazos para a realização do cadastramento serão oportunamente estabelecidos, bem como, neste momento não haverá qualquer restrição de ordem cadastral para que o produtor tenha acesso aos agrotóxicos necessários às suas atividades agropecuárias.

Fonte: Adapar

 

 

Título da Postagem: Por que fazer o cadastro de usuário de agrotóxicos?

imprensa@faep.com.br