Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 26/08/2019 - 08h27
Postado em Destaques, Notícias, Senar - PR, SENAR-PR

26/08/2019 08h27 - Postado em Destaques, Notícias, Senar - PR, SENAR-PR

Por meio do SENAR-PR, ex-boia-fria vira empreendedora

Após diversos cursos, Maria José Rodrigues passou a ser dona do próprio negócio voltado para produtos artesanais

Maria José Rodrigues viu a própria vida se transformar drasticamente nos últimos anos. Habitante do distrito de Santa Elisa, no município de Umuarama, região Noroeste do Paraná, ela trabalhava como boia-fria até meados de 2004, nas culturas de café e algodão. A rotina era árdua e a renda, apertada.

Apesar das dificuldades, a então boia-fria permanecia firme no trabalho. Em 2004, por curiosidade, aceitou o convite do sindicato rural e participou do seu primeiro curso do SENAR-PR, sobre fabricação de conservas. Maria José, que nunca havia pensado em entrar para o ramo da culinária, descobriu ali sua vocação.

O primeiro pote de doce feito durante o curso foi vendido a R$ 5 e, com esse pequeno lucro, Maria começou a investir no que se tornaria seu próprio negócio. “Com os R$ 5, comprei um saco de açúcar e comecei a fabricar as conservas. Antes não sabia fazer nada. Com o curso, comecei a gostar do trabalho e descobri minha área”, conta.

Além deste, Maria José fez diversos outros cursos do SENAR-PR – tantos foram que ela tem dificuldades em dizer a quantidade exata. “Com certeza foram mais de 10”, aponta. Além de capacitações na área de panificação e administração, ela participou de programas como o Mulher Atual e o Empreendedor Rural (PER).

Assim que os clientes começaram a aparecer, Maria José decidiu parar de trabalhar como boia-fria para se dedicar integralmente à culinária. Conforme fazia os cursos, aprimorava o cardápio. “Tive que parar para dar conta da demanda de pedidos. Foi uma mudança bem diferente, de trabalhar na roça a ser empreendedora. No começo dá medo, mas aí pensei ‘Eu vou tentar, quero ser dona do meu próprio negócio e vou investir nisso’. Os cursos do SENAR-PR ajudam muito, aí não tive mais medo”, afirma. Atualmente, Maria José vende pães, roscas, pizzas, lanches, pastéis e outros quitutes caseiros, além dos doces em conserva.

O negócio deu tão certo que a ex-boia-fria, hoje com 42 anos, já atende pessoas de outros municípios, além da clientela fixa de Santa Elisa e Umuarama. “Praticamente todos da cidade compram”, revela Maria José, que comprou carro e casa própria e também investiu em uma cozinha para a atividade. O próximo passo é montar uma mini-fábrica para otimizar a produção e vender nos supermercados.

“Agora eu trabalho por conta e faço meus horários. Tenho uma qualidade de vida muito melhor. O SENAR-PR muda a vida das pessoas, tem que saber aproveitar as oportunidades”, destaca a empreendedora, cujo negócio batizou de ‘Produtos da Bia’, apelido pelo qual é conhecida na região. “Eu não tinha ideia de nada, aprendi tudo com o SENAR-PR. Os professores são excelentes mesmo. Fui aprendendo como trabalhar com meu negócio, fazer a administração, questão de custos e ganhos. Fico feliz de ter conhecido o SENAR-PR porque transformou a minha vida”, orgulha-se.

Ainda, Maria José passou a mobilizar os moradores de Santa Elisa para a realização de capacitações no distrito. “Eu vejo quem está interessado e monto a turma, falo com o pessoal do sindicato rural [de Umuarama] e eles se organizam para trazer o curso”, explica a empreendedora, que também disponibiliza sua casa para as capacitações. “Enquanto o SENAR-PR existir, eu vou ajudar assim como ele me ajudou”, finaliza.

Leia mais matérias sobre o SENAR-PR no Boletim Informativo.

Título da Postagem: Por meio do SENAR-PR, ex-boia-fria vira empreendedora

imprensa@faep.com.br