Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 07/04/2016 - 18h23
Postado em Destaques, Notícias

07/04/2016 18h23 - Postado em Destaques, Notícias

Policiais são alvo de emboscada em Quedas do Iguaçu, no Oeste

Mais de 20 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) estavam no local

Duas equipes da Polícia Militar do Paraná foram vítimas de uma emboscada na tarde desta quinta-feira (7) na cidade de Quedas do Iguaçu, região oeste do Paraná, quando tentavam ajudar a combater um incêndio numa área conhecida como Fazendinha.

Assim que o fogo começou, os policiais da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) e uma brigada de incêndio da empresa Araupel foram até o local para combater as chamas. Mas antes de chegar até o local da queimada, os policiais foram alvo de uma emboscada.

Mais de 20 pessoas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) estavam no local e começaram a disparar contra as equipes da PM, que reagiram ao ataque. Durante o confronto, dois sem terra morreram e seis ficaram feridos. Com eles, a polícia apreendeu uma pistola 9 milímetros e uma espingarda calibre 12. O restante do grupo se embrenhou na mata. A PM enviou equipes para o local para resgatar as vítimas — inclusive um helicóptero para remover os feridos. Além disso, foram destacados policiais militares e civis para a região com o objetivo de reforçar a segurança – uma vez que há uma briga judicial envolvendo o MST e a empresa Araupel.

A Polícia Civil já abriu um inquérito para apurar os fatos.

Invasão foi em 2014
Desde julho de 2014, quando a fazenda de reflorestamento foi invadida por centenas de famílias, o clima é tenso na região e a titularidade da área vem sendo disputada na Justiça. “Em março, a empresa teve duas vitórias no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRT4), o que alterou os ânimos do MST”, avalia a empresa. “Há mais de um ano a Araupel tem a seu favor um mandado de reintegração de posse e aguarda o cumprimento por parte do governo do estado”. Neste período, a Araupel calcula perdas de mais de R$ 35 milhões com as invasões.

Mudas destruídas
Em março deste ano, um grupo de integrantes do MST invadiu um viveiro e destruiu cerca de 1,2 milhão de mudas de pinos que estavam sendo preparadas para o plantio em uma área de reflorestamento da Araupel. De acordo com empresa, causou um prejuízo de R$ 5 milhões.

Fonte: Com informações do G1

 

Título da Postagem: Policiais são alvo de emboscada em Quedas do Iguaçu, no Oeste

imprensa@faep.com.br