Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 31/01/2019 - 07h56
Postado em Destaques, Grãos, Notícias, Soja

31/01/2019 07h56 - Postado em Destaques, Grãos, Notícias, Soja

Perdas com a safra da soja já chegam a R$ 554 por hectare

Estimativa mais recente reduziu para 16,86 milhões de toneladas a produção de soja desta safra, contra uma estimativa inicial divulgada em agosto de 2018 de 19,6 milhões de toneladas

A expectativa começou boa para a safra de soja 2018/19, mas a estiagem, principalmente em dezembro, acabou com o otimismo. A redução foi de 12% na produção em relação à safra passada e 14% em comparação com a projeção inicial, divulgada em agosto pela Seab (Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento).

A estimativa, divulgada no dia 24 de janeiro, reduziu para 16,86 milhões de toneladas a produção de soja desta safra, contra uma estimativa inicial divulgada em agosto de 2018 de 19,6 milhões de toneladas. Com isso, o recorde esperado foi reduzido à pior produção dos últimos três anos.

O prejuízo é de cerca de oito sacas por hectare, sendo que considerando a cotação atual de R$ 69,29/saca, a perda é de R$ 554 por hectare. Esse valor é superior à margem bruta média das últimas seis safras, o que significa que o produtor não conseguirá arcar com o custo total de produção na temporada 2018/19.

Para a região de Cascavel, o custo total estimado para a safra 2018/19 é de R$ 4.340/ha, com uma produtividade de nivelamento de 63 sacas/ha, de acordo com dados do Projeto Campo Futuro. Ou seja, a lavoura precisaria atingir, no mínimo, essa produtividade para cobrir o custo total de produção. A estimativa atual de produtividade para a região é de 53 sacas/ha, conforme a Seab.

A situação é mais grave ainda considerando que o Paraná vem de uma safra de inverno bastante prejudicada, também pela falta de chuvas para o milho safrinha (quebra de 25% na produção inicialmente estimada). O trigo sofreu igualmente com a estiagem em algumas regiões e com o excesso de chuva na fase final do ciclo em outras (quebra de 15% na produção).

A esperança era de recuperação dos prejuízos na safra de verão, a principal em lucratividade para os produtores. Mas, desde o fim do ano passado, o que se viu foi a deterioração da condição das lavouras.

Na semana passada o setor produtivo pediu intermediação do Ministério da Agricultura nas instituições financeiras para a prorrogação de dívidas, mas até o momento não houve retorno do Mapa.

Notícia completa em: O Paraná.

Título da Postagem: Perdas com a safra da soja já chegam a R$ 554 por hectare

imprensa@faep.com.br