Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 12/03/2019 - 15h31
Postado em Destaques, Programa Empreendedor Rural

12/03/2019 15h31 - Postado em Destaques, Programa Empreendedor Rural

Novo PER amplia contato de participantes com universo digital

Presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, entrega tablets a instrutores das 10 turmas-piloto da nova proposta para o Programa Empreendedor Rural

Dez instrutores do Programa Empreendedor Rural (PER) receberam, no dia 11 de março, tablets para começarem a aplicar novas diretrizes do programa. A entrega ocorreu no primeiro dia de uma semana intensa de treinamento desses instrutores que terão a missão de implantar, em dez turmas-piloto, uma nova metodologia desenvolvida para atualizar o programa, que há 16 anos leva o espírito empreendedor a produtores de todo o Estado. O PER é uma iniciativa conjunta do Sistema FAEP/SENAR-PR, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PR) e Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep).

Para o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette, um mundo no qual as mudanças são tão profundas e ocorrem cada vez de forma mais rápida exige avanços para sempre estar à frente. “O PER tem feito uma diferença enorme na vida dos produtores nesses 16 anos, mas é preciso promover uma atualização, tornar o programa ainda mais atrativo e de acordo com as demandas do setor. Para isso, a ajuda dos instrutores, que estão no dia a dia do campo, é fundamental. Somente quem está com o pé no chão tem a visão do que realmente é importante e faz a diferença na vida de quem produz”, diz.

Júlio Agostini, diretor de operações do SEBRAE-PR, também elogiou o papel do PER nesses últimos anos e classificou como positiva a atualização em andamento. “A missão que a proposta tem cumprido é fantástica. A modernização do programa é um movimento natural. Afinal, hoje em dia tudo é digital, todo o desenvolvimento da agricultura passa por esse tema. Precisamos propor conteúdos atuais para a atuação do empreendedor rural para que a gestão da propriedade rural seja mais eficiente e gere resultados”, pontuou.

O vice-presidente da Fetaep, Marcos Junior Brambilla, compartilhou que o SENAR-PR fez a diferença na sua vida, com qualificações que despertaram sua vocação rural. O dirigente sindical ainda destaca que, com a reformulação, se sente entusiasmo para inclusive se candidatar a uma das vagas do novo PER. “Parabéns a todos os colaboradores, prestadores de serviços e aqueles que fazem a roda girar. Continuem cuidando do SENAR-PR dessa forma, porque é disso que os produtores paranaenses precisam. Uma instituição presente, forte e atuante”, apontou.

PER reformulado

Vania Di Addario Guimarães, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), integra um grupo de professores e especialistas em negócios rurais incumbido de contribuir com uma nova proposta metodológica ao PER. Para a especialista, é preciso promover uma evolução da administração rural do país e inserir a área rural na sociedade de hoje e do futuro. “Temos que olhar para o futuro, pensando em chegar à família rural. E nós não estamos de expectadores nesse processo, somos atores fundamentais em levar conhecimento. Depois que a pessoa aprende algo, a visão nunca mais será a mesma”, explica. No total, seis especialistas participam desse grupo de reformulação, sendo que três são autores da primeira versão do PER, em 2003.

Neste ano, serão realizadas 10 turmas-piloto na nova proposta, uma por regional do SENAR-PR. Enquanto isso, outras 35 turmas no formato já existente irão ocorrer normalmente. Apesar dessa atualização, os pilares de ambos os modelos de PER continuam com a mesma base: formação de lideranças, desenvolvimento humano e sucessão familiar. A carga-horária dos dois cursos segue com 136 horas, porém, com uma distribuição alterada. Na proposta clássica eram 15 encontros e na nova serão 17 encontros, além de uma visita técnica.

Instrutores entusiasmados

Paulo Roberto Golim, instrutor do PER na região Sudoeste do Paraná, irá conduzir uma das turmas-piloto de 2019. Segundo Golim, a expectativa para começar os trabalhos na nova proposta é grande, pois o programa tem feito a diferença na vida do produtor rural nos últimos 16 anos. “Com essa reestruturação, isso gera uma expectativa e um desafio, pois vamos atuar nas transformações necessárias e temos a certeza que vamos poder melhorar ainda mais o programa, de modo a proporcionar vida longa. A virada para o digital é, além de importante, necessária. Essa questão vem no momento certo, precisamos levar essas ferramentas para eles. Agora, dentro do PER, isso irá ser um atrativo, facilitando o aprendizado. Vamos ter um grande ganho”, explica.

A instrutora Fabiola Weinhardt Jazar, da Região Metropolitana de Curitiba, também irá ministrar uma das novas turmas e demonstra entusiasmo com as novidades. “Nós temos muitos jovens no PER. Percebemos que, muitas vezes, eles têm computador em casa, usam dispositivos eletrônicos e questionam como aplicar os conteúdos passados nesses equipamentos. A nossa dificuldade hoje é essa, de que maneira levar inovações sem assustar o produtor rural. Se ele não sabe usar a tecnologia, sempre tem alguém na família ou próximo que pode introduzir a informatização do campo”, explica.

Serviço

Produtores rurais e egressos do PER interessados em participar das turmas-piloto precisam procurar um dos escritórios regionais do SENAR-PR.

Título da Postagem: Novo PER amplia contato de participantes com universo digital

imprensa@faep.com.br