Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/11/2019 - 08h30
Postado em Destaques, Notícias

27/11/2019 08h30 - Postado em Destaques, Notícias

Mulher Atual promove autoestima como auxiliar no tratamento contra a depressão

Em Ibiporã, no Norte Pioneiro, grupo de mulheres celebra os dez anos da primeira turma do programa no município

Famílias de Ibiporã, no Norte Pioneiro, brindaram os dez anos da primeira turma de uma iniciativa que vem transformando a vida de mulheres do campo da região: o Programa Mulher Atual. Desenvolvido pelo SENAR-PR em parceria com os sindicatos rurais desde 2008, o curso trabalha a autoestima feminina, fortalecendo seu papel e estimulando a conquista da autonomia. Por tudo isso, o Mulher Atual também tem sido decisivo na região para participantes que lutam contra a depressão. Para quem faz parte do grupo, o programa provoca uma quebra de paradigma.

“O Mulher Atual muda a vida das pessoas. Em todas as turmas, temos tido em sala de aula mulheres com depressão. No programa, elas são estimuladas a se levantar contra a doença. Isso tem acontecido muito”, diz a instrutora do programa Devanilde Alves Arias. “Em uma turma em outro município da região, por exemplo, eu tive duas mulheres com pensamentos suicidas. Eu encaminhei [para tratamento especializado], é claro. Todas estão fazendo seu tratamento e estão bem”, completa.

O fortalecimento que contribui na luta contra a depressão se dá, principalmente, a partir da reconquista da autoestima. Isso porque o Mulher Atual desenvolve uma série de aptidões e habilidades, nos âmbitos pessoal e profissional, que ajudam no autoconhecimento e, por consequência, no despertar do espírito de liderança das participantes.

Não se trata, é claro, de um processo fácil. Por aspectos culturais, em muitos casos, as mulheres se encontram em condição de submissão. Antes do curso, algumas eram até “mulheres sem nome”. “Elas iam atender o telefone e falavam: ‘É a mulher de fulano’. Não tinham sequer identidade própria”, exemplifica Devanilde. Houve casos de maridos que impediram suas respectivas esposas de participar do curso. O Mulher Atual, no entanto, aposta em um processo harmônico, por meio da qual as mulheres passam por um período de redescoberta e valorização. Os resultados práticos têm sido bastante positivos.

“Tem mulher que não sabia nem qual era a área da propriedade da família e que, hoje, ajuda na atividade”, conta Devanilde. “Essa mudança trouxe um bem-estar para as mulheres e provocou um reflexo no relacionamento conjugal. Elas se tornaram pessoas melhores e mais felizes”, observa.

Empreendedorismo

A professora aposentada Marly Dett, 61 anos, sempre foi ativa, mas, ainda assim, o Mulher Atual fez florescer um desejo de empreender. Ela participou da turma de 2019 e já está implantando uma estufa na propriedade da família, na qual vai plantar 500 mudas de morango. Também já se inscreveu em novos cursos do SENAR-PR – de uva e de roçadeira – para ampliar seus conhecimentos. Marly também foi testemunha da revolução que o programa provocou em colegas.

“Eu vi casos em que pensava: ‘Meu Deus, como a instrutora vai trabalhar isso?’. E no final fiquei surpreendida. Tinha uma colega muito tímida que estava deprimida. No final, ela estava transformada. Você via brilho nos olhos dela. Foi incrível”, conta.

Participante da primeira turma, em 2009, Marisa Frederico também atesta o poder transformador que o Mulher Atual exerceu na trajetória das colegas. Do ponto de vista pessoal, ela – que já frequentou mais de uma dezena de cursos do SENAR-PR – pretende continuar se especializando. “Várias participantes do grupo tinham depressão. Muitas, quando começou o curso, tinham vergonha de falar. A gente viu o bem que o Mulher Atual fez a cada uma delas”, afirma. “É um programa maravilhoso”, completa.

A celebração

O Mulher Atual não se restringe ao curso. Em Ibiporã, as participantes e ex-participantes formaram um grupo que soma 155 mulheres, que se reúnem todos os meses. Para comemorar os dez anos do programa, elas promoveram um jantar de confraternização, no dia 26 de setembro, no Chiquinilza Buffet, e que reuniu 77 mulheres e seus familiares. No jantar, ocorreram vários feedbacks de maridos, que agradeceram, porque hoje as mulheres haviam se tornado sócias do negócio.

Ao longo do jantar, a instrutora Devanilde fez um discurso em que revelou que já enfrentou a depressão – e venceu. Quando tinha 31 anos, pouco depois de dar à luz ao terceiro filho, ela descobriu uma doença na coluna. Em decorrência disso, a depressão a abateu. Caiu de cama e perdeu peso – chegou aos 35 quilos. Com apoio da família, deu a volta por cima e decidiu dar vazão a um antigo sonho: trabalhar pelas mulheres.

“Eu me sentia a pior pessoa do mundo, porque tinha um marido que me amava e três filhos perfeitos, mas não conseguia reagir. Eu só saía do quarto para tomar água. A depressão é alvo de muita discriminação, mas eu consegui dar um novo sentido a minha vida”, conta.

Professora com mais de 35 anos de sala de aula, Devanilde atua há 14 anos como instrutora do SENAR-PR. No início de 2009, o então supervisor regional da entidade, Arthur Piazza Bergamini, sugeriu que o Mulher Atual fosse implantado em Ibiporã. Convidada para ser instrutora do curso, Devanilde pôde, enfim, realizar seu sonho de desenvolver um trabalho que mudasse a vida das mulheres.

“O Sindicato Rural [de Ibiporã] tinha acabado de ser reaberto. Tinham dúvidas se haveria mobilização suficiente em um curso para mulheres. Eu disse: ‘Eu acredito que se vocês investirem nas mulheres rurais podem mudar a história do sindicato’. O fortalecimento do sindicato passou pelo Mulher Atual. O programa realizou meu sonho e, hoje, faz parte da minha vida”, define Devanilde.

Conheça o Mulher Atual

Com o objetivo de fortalecer a importância da mulher e do seu papel na sociedade, o curso promove a informação, o autoconhecimento, a recuperação da autoestima e a conquista da autonomia. O programa soma mais de 12 mil participantes por todo o Paraná desde a sua criação.

Para saber mais sobre o curso e como participar da formação oferecida pelo SENAR-PR, basta procurar o sindicato rural local, um dos escritórios regionais do SENAR-PR ou acessar o site www.sistemafaep.org.br.

Leia mais notícias sobre o agronegócio no Boletim Informativo.

Título da Postagem: Mulher Atual promove autoestima como auxiliar no tratamento contra a depressão

imprensa@faep.com.br