Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 19/07/2019 - 11h24
Postado em Destaques, Meio Ambiente, Notícias

19/07/2019 11h24 - Postado em Destaques, Meio Ambiente, Notícias

Lideranças rurais debatem necessidade de trâmites ágeis para licenças ambientais

Tema foi uma das pautas da reunião da Comissão Técnica de Meio Ambiente do Sistema FAEP/SENAR-PR, que teve a presença de políticos e produtores de todas as regiões do Estado

A agilização na liberação de licenças ambientais é um dos principais temas de debate entre os levantados durante a reunião da Comissão Técnica (CT) de Meio Ambiente do Sistema FAEP/SENAR-PR, que acontece na sede da entidade, em Curitiba, na manhã desta sexta-feira (19). Lideranças rurais de todas as regiões do Estado, produtores e técnicos e políticos de órgãos públicos relacionados a assuntos ambientais estão presentes no evento. O objetivo é colocar na mesa pontos cruciais da agenda ambiental, que traz reflexos diretos a todas as cadeias produtivas do agronegócio.

O presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette, enfatizou logo na abertura da reunião que o assunto meio ambiente exige uma atenção especial por parte dos produtores rurais, iniciativa privada e poder público. “As exigências são cada vez maiores. Ou nós investimos em qualificação para manter a todos atualizados, ou ficamos na estrada. O mercado nós já sabemos como funciona. Temos que ter consenso de que o mundo está mudando. Nós, na FAEP e no SENAR-PR, estamos preparando todo tipo de treinamento e tomando todas as atitudes necessárias para fazer frente a isso”, enfatizou.

Durante a reunião, o presidente do Sindicato Rural de Ponta Grossa, Gustavo Ribas, foi anunciado por Meneguette como novo presidente da CT de Meio Ambiente. Ribas assumiu a vaga do líder rural Nelson Teodoro, de Campo Mourão, que faleceu em maio deste ano. “Antes de mais nada, quero registrar aqui meu lamento pelo falecimento de Nelsinho, um dos maiores defensores do agronegócio que nós tivemos a chance de conhecer. Ele sempre deu seu máximo para defender nosso setor, víamos isso muito claro no modo como ele se expressava, com sua exaltação na hora de defender os interesses do campo”, refletiu.

Ribas enfatizou aos presentes a necessidade de haver uma mobilização forte para agir de forma estratégica na temática da sustentabilidade. “A comissão de Meio Ambiente é essencial para o nosso negócio, dependemos de nascentes protegidas, solo conservado, reservas ambientais, somos os maiores interessados nisso, sem a natureza nossa atividade não existe. E precisamos mostrar isso, porque hoje ninguém vê o produtor como alguém proativo no meio ambiente, como um produtor de alimentos. É preciso mostra que nós não somos destruidores da natureza, muito pelo contrário”, cravou.

Programação

Durante a manhã de trabalho, participam dos debates sobre o assunto o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Márcio Nunes, que trata de licenças ambientais; o presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehnl, com uma fala sobre a importância do desenvolvimento de infraestrutura turística no Estado; o secretário Especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Nabhan Garcia, cujo tema da palestra é a segurança jurídica no campo; e a deputada federal Aline Sleutjes (PSL), que faz um relato sobre uma viagem técnica à Ásia.

Título da Postagem: Lideranças rurais debatem necessidade de trâmites ágeis para licenças ambientais

imprensa@faep.com.br