Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/07/2019 - 17h06
Postado em Destaques, Notícias, Senar - PR

03/07/2019 17h06 - Postado em Destaques, Notícias, Senar - PR

Jovens celebram aprendizado com gincana

Dezoito turmas do programa JAA participaram de “O Desafio”, em Barbosa Ferraz, no Noroeste do Paraná

Quase 300 alunos do programa Jovem Agricultor Aprendiz (JAA) levaram o conhecimento para a prática e de forma lúdica, em Barbosa Ferraz, cidade do Noroeste do Paraná. Eles participaram da gincana técnica “O Desafio”, na qual testaram seu aprendizado por meio de provas específicas, que ajudaram a consolidar o conhecimento compartilhado em sala de aula. De quebra, o evento estimulou habilidades sociais, como trabalho em equipe, delegação de funções e comunicação.

O evento “O Desafio” ocorreu ao longo do dia 29 de junho – das 7 horas às 17 horas –, na Escola Municipal de Atividades Complementares José Arno Turke. Os participantes eram provenientes de 18 turmas do JAA, de 11 cidades da região. Os alunos se dividiram entre três módulos do programa: “Preparando para a Gestão”, “Mecanização Agrícola” e “Pecuária Leiteira”.

“É uma gincana de conhecimento, em que reunimos instrutores, alunos e ex-alunos do JAA. É um evento em que avaliamos todo o conteúdo do programa, como houve a assimilação do conteúdo, como os alunos estão se comportando. Os resultados têm sido incríveis”, define a pedagoga Regiane Hornung, do Departamento de Planejamento e Controle do SENAR-PR.

As provas da gincana se dividiram em duas partes. Em uma delas, estavam os desafios comuns às equipes de todos os módulos, como a “Prova dos Lacres” (em que ganhava mais pontos quem juntasse o maior volume de lacres de latas de alumínio), a “Prova da Frequência” (com pontuação para as turmas em que os alunos somaram menos faltas ao longo do curso) e a “Prova de ex-JAAs” (que previa pontos para quem levasse ao evento mais ex-alunos do programa).

“O Desafio não ocorre só no dia da gincana, mas começa desde que eles entram no programa. Tem pontuação para as turmas que faltam menos, que têm menos desistências. E a Prova do Lacre, que os alunos fazem a arrecadação ao longo de todo o programa”, explica João Carlos Gonçalves, instrutor do JAA, do módulo “Mecanização Agrícola”. Outros seis instrutores também participaram do evento.

Na outra sessão, os participantes executam provas específicas, de acordo com as disciplinas dos módulos que cada um cursou. Os alunos de “Mecanização”, por exemplo, passaram por testes específicos, como a “Prova dos Componentes de Motores” e a “Prova do Paquímetro”. Quem cursou “Pecuária Leiteira”, teve desafios como “Casqueamento” e “Teste de Mastite”. No módulo “Gestão”, havia provas de “Demarcação de Lotes” e “Cálculo de Pulverização”, entre muitas outras.

Tudo feito de forma dinâmica e em equipe, o que estimula os alunos do JAA a trabalharem em grupo, a negociar a melhor solução, a instituir lideranças e a delegar funções. “As provas são um incentivo para que eles demonstrem na prática o que viram em sala de aula. O que a gente coloca no curso, eles demonstram na gincana”, ressalta Gonçalves. “A gente joga as responsabilidades e eles resolvem de forma coletiva, trabalhando em equipe, exercitando habilidades sociais. Um depende do outro”, completa.

Resultados

No módulo “Preparando para a Gestão”, a turma vencedora foi a “Kaloré – Tarde”. No “Mecanização Agrícola”, quem se saiu melhor foi “São João do Ivaí”. Já em “Pecuária Leiteira”, a vencedora foi “Campina da Lagoa – Tarde”. Todos receberam troféus e medalhas.

A gincana contou com a presença dos prefeitos de Kaloré, Washington Luiz da Silva, e Barbosa Ferraz, Edenilson Aparecido Miliossi, além de secretários municipais e diretores de escolas de todos os municípios das turmas do JAA.

Outro aspecto positivo de “O Desafio” foi o estímulo à responsabilidade social. Com o dinheiro levantado com a venda dos lacres arrecadados e em outras atividades, os alunos compraram três cadeiras de rodas e quatro cadeiras de banho, que foram doadas a instituições das cidades das turmas que venceram a disputa em cada módulo.

“A gincana já é uma tradição na regional de Campo Mourão [da qual Barbosa Ferraz faz parte]. Todos os anos, temos um ótimo aproveitamento, com resultados muitos positivos dos alunos quanto a conhecimento, comportamento e disciplina”, avalia Regiane.

JAA

O programa JAA foi criado pelo SENAR-PR em 2005 com objetivo de fortalecer os vínculos da juventude com o campo. Foi concebido como forma de complemento à educação formal, com foco na atividade profissional, criando condições de permanência no campo e reduzindo assim o êxodo rural.

Voltado a jovens entre 14 e 18 anos, o programa é dividido em duas etapas. A primeira (com 144 horas de atividades) aborda às competências necessárias à gestão do agronegócio, trabalhando questões como comunicação, liderança, trabalho em equipe, entre outros conteúdos. Na segunda (com duração entre 80 e 96 horas), são levados em conta aspectos específicos de uma atividade rural, de acordo com o módulo escolhido pelo aluno.

Cidades participantes de “O Desafio”: Astorga (duas turmas), Bom Sucesso (uma turma), Mamborê (duas turmas), Kaloré (duas turmas), Roncador (duas turams), Janiópolis (uma turma), Rancho Alegre do Oeste (uma turma), São João do Ivaí (duas turmas), Ubiratã (duas turmas), Bom Sucesso (uma turma) e Campina da Lagoa (duas turmas).

Título da Postagem: Jovens celebram aprendizado com gincana

imprensa@faep.com.br