Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 23/10/2019 - 08h54
Postado em Avicultura, Destaques, Exportações, Notícias, Suinocultura

23/10/2019 08h54 - Postado em Avicultura, Destaques, Exportações, Notícias, Suinocultura

Indústria de frango e suíno espera habilitação de mais plantas exportadoras para a China

ABPA, entidade que reúne o setor, se diz otimista em relação às conversas da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, com autoridades chinesas

A indústria brasileira de aves e suínos está otimista em relação aos resultados das conversas da ministra da ministra da Agricultura, Tereza Cristina com autoridades da China. Na visão da ABPA, as negociações com os chineses estão bem avançadas a ponto de se esperar novas habilitações de plantas exportadoras brasileiras para o país.

“Já está em uma fase em que a gente tem certeza de que alguma coisa vai acontecer. Não temos a dimensão. É uma oportunidade única, uma região importantíssima”, diz o presidente da entidade, Francisco Turra, em entrevista por telefone à Globo Rural, acrescentando estar acompanhando com “ansiedade” a agenda da ministra no país asiático.

A China tem sido o principal foco de uma epidemia de peste suína africana (PSA) que, de acordo com dados da FAO, órgão das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, já dizimou mais de 6 milhões de suínos só no continente asiático. Para especialistas, o desequilíbrio de oferta e demanda no país provocado pela doença não deve atingir apenas a carne suína, mas também outras proteínas, como frango e a bovina.

A indústria brasileira de carnes tem a expectativa de avançar mais no mercado chinês. No início de setembro, o Ministério da Agricultura informou ter recebido 25 autorizações de frigoríficos exportadores, o que aumentou para 89 o número de plantas brasileiras habilitadas. Atualmente, segundo a ABPA, estão autorizadas a enviar mercadorias para a China 43 unidades produtoras de carne de frango e 11 de carne suína.

“Eles estão necessitados de proteína e estão suprindo com tudo o que podem. E estão buscando, praticamente, onde há condições, e, felizmente, o Brasil é um país especial, que tem produção, tem excedentes exportáveis”, diz Turra.

Matéria completa em: Revista Globo Rural.

Título da Postagem: Indústria de frango e suíno espera habilitação de mais plantas exportadoras para a China

imprensa@faep.com.br