Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 28/07/2017 - 17h35
Postado em Cafeicultura, Clima, Destaques, Milho, Trigo

28/07/2017 17h35 - Postado em Cafeicultura, Clima, Destaques, Milho, Trigo

Geada derruba produção de trigo no PR

Perdas irão impedir que o Estado ultrapasse as 3 milhões de toneladas, previstas no início da safra

As geadas registradas em diversas regiões do Paraná, na terceira semana de julho, terão reflexo direto na safra de inverno. O evento climático, que jogou as temperaturas abaixo de zero grau em diversos municípios, resultou em perdas em algumas culturas, principalmente no trigo, canola e aveia. Já o café e o milho passaram ilesos pela queda brusca de temperatura.

“Tivemos prejuízos concentrados nas regiões Oeste e Centro. Das grandes culturas, a perda maior ocorreu no trigo, e alguma coisa na canola e aveia. Café e milho não sofreram”, explica o agrônomo Carlos Hugo Godinho, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). “No trigo, não vamos mais chegar às 3 milhões de toneladas, por diversos fatores. Além da geada, a área será menor que a projetada no início da safra, pois vários produtores desistiram. E tem a seca em algumas regiões, como Oeste e parte do Norte e do Sul”, complementa.

A previsão inicial do Departamento de Economia Rural (Deral) da Seab apontava para uma produção paranaense do cereal do pão de quase 3,2 milhões de toneladas. A projeção acabou revista para 2,8 milhões de toneladas, redução de mais de 10%. Na região de Teixeira Soares (Sudeste), os dois fenômenos climáticos, geada e seca, têm tirado o sossego dos agricultores. De acordo com a presidente do Sindicato Rural do município, Lisiane Rocha Czech, a geada foi forte, mas não deve causar tantos danos econômicos, pois o trigo tinha acabado de ser plantado. Por outro lado, a seca de 40 dias gera incertezas.

Leia como irá se comportar o clima em agosto aqui.

Título da Postagem: Geada derruba produção de trigo no PR

imprensa@faep.com.br