Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/02/2014 - 16h27
Postado em Sem categoria, Soja

11/02/2014 16h27 - Postado em Sem categoria, Soja

Falta de chuvas compromete a produção de soja no Paraná

Hoje 20% da área total de 4,9 milhões de hectares de soja já foi colhida, com 66% das lavouras consideradas como boas, 28% em situação média e 6% como ruins

A falta de chuvas em todo o Paraná deixa em alerta os produtores rurais. A Secretaria da Agricultura e Abastecimento (Seab) só vai divulgar a nova expectativa da safra 2013/2014 no final de fevereiro, mas pelas atuais condições climáticas é bem provável que ocorram quebras na produção de grãos no Estado. Relatos de produtores dão conta que a situação é preocupante. “A estiagem já compromete 30% das lavouras de soja e atrasou o plantio de feijão da safra das águas. O pessoal financiou a safra, comprou a semente e o adubo, mas ainda não plantou por causa da estiagem”, revela o presidente do Sindicato Rural de São João, Arcerny Bocolan.

Levantamento divulgado em janeiro pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Seab, apontava para uma produção de 16,5 milhões de toneladas de soja, com 94% das lavouras em boas condições. Porém, hoje 20% da área total de 4,9 milhões de hectares já foi colhida, com 66% das lavouras consideradas como boas, 28% em situação média e 6% como ruins. “Se não chover nos próximos dias certamente vamos ter prejuízos nesta safra. O que nós temos observado, por exemplo, é que as plantas mais precoces tiveram um desempenho um pouco pior. A falta de chuvas atingiu muitas áreas em que a soja está na fase de frutificação e floração”, avalia Carlos Hugo Godinho, engenheiro agrônomo do Deral. A estiagem também deve provocar prejuízos nas culturas de milho da primeira safra e no feijão da safra das águas.

Ouça abaixo a análise de Carlos Hugo Godinho, engenheiro agrônomo do Deral

Tags:,

Título da Postagem: Falta de chuvas compromete a produção de soja no Paraná

imprensa@faep.com.br