Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 23/01/2014 - 10h31
Postado em Agronegócios, Infraestrutura, Logística

23/01/2014 10h31 - Postado em Agronegócios, Infraestrutura, Logística

Estradas rurais recebem material asfáltico para melhorar tráfego

Umuarama está melhorando as condições de tráfego em diversos trechos de estradas rurais não pavimentadas do município, através de parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

102_0124A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Umuarama vem melhorando as condições de tráfego em diversos trechos de estradas rurais não pavimentadas do município, através de parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A Prefeitura recebe o repasse de fresado de asfalto e aplica em determinados pontos das estradas mais suscetíveis às enxurradas, que acabam sendo danificados com maior frequência. 

O fresado é um subproduto da pavimentação asfáltica, resultado de corte ou desbaste de uma ou mais camadas por meio de processo mecânico a frio, geralmente retirado do pavimento quando é feita a manutenção. Aplicado sobre o solo mais argiloso, após um preparo e uma boa compactação, o material melhora as condições de tráfego para os moradores da zona rural. Em algumas regiões do Estado, o material também é conhecido como ‘anti-pó’.
Em alguns pontos, o fresado dá melhor resultado que o cascalho, além de ser um material mais barato. O problema é a falta de disponibilidade, comentou o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Carlos Favaro. O município solicitou a liberação de 3 mil toneladas do produto ao DER, porém até o momento apenas 380 toneladas foram cedidas. O transporte, preparo do leito das estradas, compactação e aplicação do fresado, incluindo toda a mão de obra, são realizados pela equipe da secretaria.
De acordo com o secretário, o fresado apresenta maior eficiência em solos argilosos (com terra mais firme). Já nos locais arenosos, o mais indicado é o cascalho. Até agora foram recuperados trechos das estradas Iarama, Primavera, Morada do Sol, Esperança e Estrada Cedro (próximo ao distrito de Lovat). Quando tivermos mais material, vamos aplicar em outros pontos dessas e de outras estradas que exigem manutenção constante, após períodos de chuva, acrescentou Favaro.
O município conta com mais de 500 quilômetros de estradas de leito natural (não pavimentadas), que ligam a sede aos distritos de Vila Nova União e Roberto Silveira, servem como rotas alternativas de deslocamento e garantem acesso a propriedades rurais, permitindo o trânsito de moradores, o transporte da produção agropecuária e o acesso das crianças e adolescentes da zona rural às escolas.
No ano passado, com a grande incidência de chuvas, a Prefeitura teve que fazer investimentos significativos na recuperação e readequação de diversos trechos de estradas, além de pontes que não resistiram ao volume de água. Muitos trechos foram afetados pela erosão, barrancos caíram, poças d’água prejudicaram o tráfego e pontes foram danificadas. Esses casos demandaram muito trabalho, além de despesas extras com combustível e manutenção das máquinas, explicou o secretário Favaro. A aplicação de cascalho e fresado de asfalto visa minimizar estes transtornos, tornando trechos íngremes mais estáveis e resistentes às chuvas.

Fonte: Umuarama Ilustrado 23/01/2014

Título da Postagem: Estradas rurais recebem material asfáltico para melhorar tráfego

imprensa@faep.com.br