Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 28/01/2019 - 08h57
Postado em Ágide Meneguette, Destaques

28/01/2019 08h57 - Postado em Ágide Meneguette, Destaques

Em assembleia, presidente da FAEP elenca conquistas e aponta desafios para o futuro

Mais de 100 presidentes de sindicatos rurais participam do evento

A FAEP realiza, na manhã desta segunda-feira (28), sua assembleia-geral, que conta com a presença de lideranças sindicais de todas as regiões do Paraná. Em seu discurso, o presidente da entidade, Ágide Meneguette, destacou a importância de que o sistema sindical esteja forte e coeso. Ao longo de sua apresentação, o dirigente elencou vitórias obtidas pelo setor a partir da atuação da FAEP e apontou quais serão os desafios do futuro. A assembleia conta com mais de 100 presidentes de sindicatos rurais do Estado.

Entre as conquistas, Meneguette citou a suspensão judicial do processo de demarcação de terras indígenas no Oeste do Paraná, a aprovação do novo Código Florestal e a lei que isenta de ICMS propriedades com microgeração de energia por meio de biodigestores. O presidente da FAEP destacou ainda outras atuações, como a apresentação de prioridades da categoria aos candidatos ao governo do Paraná e os esforços para que o Estado seja reconhecido como área livre de aftosa sem vacinação.

“Milhares de produtores estão sendo beneficiados. No caso da conquista do status de livre de aftosa sem vacinação, nós mostramos à então governadora [Cida Borghetti] que o setor inteiro estava pedindo e a importância disso para o desenvolvimento do Paraná. Ela entendeu e fez os encaminhamentos”, disse Meneguette.

Futuro

Com a alternância nos governos estadual e federal, o presidente da FAEP avaliou que houve uma “virada de 180 graus em todos os setores, inclusive no nosso”. No âmbito estadual, Ágide Meneguette apontou que o foco é continuar próximo do governo do Paraná, trabalhando em prol do produtor rural. A relação com o novo governador, Carlos Massa Junior, e com o seu secretário de Agricultura, Norberto Ortigara, já é positiva.

“Vamos trabalhar para que essas relações sejam ainda mais benéficas para o produtor”, resumiu.

Em relação ao aspecto federal, a dificuldade será manter a sustentação do sistema sindical. Desde o ano passado, com a reforma trabalhista, a contribuição sindical se tornou facultativa. Por isso, o presidente da FAEP citou que vai ser determinante que os sindicatos estejam atuantes e transparentes, como forma de mostrar sua importância e ampliar sua representatividade.

Parceria

O secretário de Estado de Agricultura do Paraná, Norberto Ortigara, participou da assembleia-geral como convidado. Ao longo de quase uma hora, ele discursou e respondeu a perguntas dos produtores rurais. O secretário destacou a “parceria” com o sistema FAEP/SENAR-PR e falou em, cada vez mais, estreitar relações com o segmento.

“A nossa vocação é o nosso ganha pão, que é produzir alimentos, coisas da terra e processá-las cada vez mais. Essa é a alma da FAEP, dos sindicatos rurais, de quem trabalha no campo. Devemos cuidar dessa alma com carinho, criando essa agenda positiva”, disse. “O nosso desejo é de uma parceria permanente com a FAEP, para continuarmos caminhando nesse ambiente bom e desejável para o Paraná, para continuarmos sendo os pratagonistas da História”, acrescentou o secretário.

A FAEP também recebeu o diretor do Departamento de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pedro Loyola, que foi recém-nomeado ao cargo. Ele apresentou a estrutura que terá à disposição e falou das perspectivas frente ao posto.

 

 

 

 

Título da Postagem: Em assembleia, presidente da FAEP elenca conquistas e aponta desafios para o futuro

imprensa@faep.com.br