Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 14/10/2019 - 08h25
Postado em Destaques, Notícias

14/10/2019 08h25 - Postado em Destaques, Notícias

Educadora participa do Agrinho há 24 anos

Educadora Elceni Nava Bonfim, de Palotina, na região Oeste, relata o quanto o programa transformou suas experiência em sala de aula

Nesses 24 anos de existência, o Programa Agrinho, desenvolvido pelo Sistema FAEP/SENAR-PR, já formou mais de uma geração de alunos que trilharam o caminho do conhecimento de mãos dadas com os personagens Nando, Aninha e Agrinho. Também inspirou milhares de professores que encontraram na proposta pedagógica uma importante ferramenta de ensino, principalmente nos municípios de vocação agropecuária do Paraná.

Em alguns casos, a história em sala de aula se mistura com a do programa. Aconteceu com a educadora Elceni Nava Bonfim, de Palotina, na região Oeste, que tem contato com o Agrinho desde o seu primeiro ano. “Em 1996, eu era professora do Estado e todos outros colegas da escola aderiram ao programa. Lembro que na época o material ainda não era em formato de revistas, eram jornais”, recorda.

Nesse primeiro ano, um episódio ficou marcado. Uma redação de um aluno do 4º ano emocionou a turma ao relatar sua vontade de limpar o lixo que era abandonado nos arredores de um rio próximo à escola. O jovem sensibilizou sua família e, juntos, limparam o local. “O Agrinho mudou um pouco a vida daquele menino. Às vezes, a gente não vê na hora, mas uma sementinha foi plantada”, observa a educadora.

Depois de utilizar o programa junto a seus alunos como professora, Elceni continuou tendo o Agrinho como parceiro quando se tornou diretora da Escola Municipal Vereador Luiz Moacir Percicoti, também em Palotina. “Na época, utilizamos o material e muitas professoras mandaram suas experiências pedagógicas para o concurso”, lembra.

Segundo a educadora, a proposta do Agrinho sempre encantou os professores do município. “O material didático encaminhado vai ao encontro da nossa proposta pedagógica, do nosso currículo”, aponta.

Não é à toa que Palotina marca presença praticamente todos os anos na cerimônia de premiação do Concurso Agrinho, além do fato que muitas professoras do município já levaram um automóvel zero quilômetro para casa, prêmio entregue às autoras das experiências pedagógicas melhor avaliadas.

O tempo passou e Elceni assumiu a coordenação pedagógica da secretaria municipal de Educação e Cultura de Palotina. O Agrinho foi junto. Com população de mais de 31 mil habitantes, a cidade possui 10 escolas municipais, além de outras estaduais e particulares. “Entendo que o programa agrega muito ao professor, que pode aplicar em outras iniciativas. Dá abertura para trabalhar outras propostas em sala de aula”, avalia. A tradição continua gerando bons resultados na cidade. “Este ano o município teve três projetos premiados, duas redações e um vídeo do Agrinho Solos”, comemora Elceni.

Título da Postagem: Educadora participa do Agrinho há 24 anos

imprensa@faep.com.br