Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 18/09/2013 - 12h00
Postado em Meio Ambiente

18/09/2013 12h00 - Postado em Meio Ambiente

Chuva traz alívio aos produtores paranaenses

Depois de uma forte estiagem, agricultores só esperavam a primeira precipitação para dar início ao plantio da safra 2013/14

Esperada com grande expectativa pelos produtores paranaenses, a chuva voltou a dar as caras depois de um longo período de estiagem. De acordo com informações do Simepar, somente a região de Londrina registrou da meia-noite de segunda-feira até o meio-dia de ontem uma precipitação de 35,2 milímetros.

A primeira chuva no período de pós-colheita da safra de inverno marca o início do ciclo de verão. A partir de agora, muitos produtores já iniciam a dessecação ou a semeadura da terra. Segundo o diretor do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Francisco Simioni, a chuva desses últimos dois dias foi muito benéfica porque elevou a umidade do solo a patamares propícios para o início do plantio. “Com o milho segunda safra praticamente colhido, com percentual de 97%, o plantio da soja vai vir com força”, diz o diretor.

João Nazima, produtor na região de Guaravera, destaca que apesar da chuva ter prejudicado um pouco a colheita do trigo, a intempérie não podia ter vindo em melhor hora. “Estava muito seco, o solo em minha propriedade estava até apresentando algumas rachaduras derivadas da falta de umidade”, salienta. O agricultor completa que assim que o tempo firmar, irá colocar as plantadeiras em campo. Ao todo, Nazima vai destinar 200 hectares para o plantio da oleaginosa. Olga Agulhon, produtora da região de Maringá, também está comemorando a volta da chuva. Mesmo com o plantio da soja programado para começar somente em outubro, a agricultora revelou que precisava da chuva para iniciar a dessecação dos seus 360 hectares, que deverão receber o grão na safra 2013/14. “Depois da dessecação, vou esperar mais uma chuva para começar o plantio.” A produtora só lamenta que a chuva chegou muito tarde. “O inverno é sempre um período mais seco, mas deveremos ter uma primavera mais chuvosa”, observa Vanessa D`ávila, técnica em meteorologia do Simepar. Para os próximos dias, a especialista destaca que as chuvas deverão se concentrar mais no período da tarde. Vanessa completa que nesta época do ano as precipitações sempre são mais fortes, geralmente acompanhadas por rajadas de vento. Segundo dados fornecidos pelo Simepar, a frente fria que atinge o Paraná está se deslocando para a região Sudeste do País.

Safra

O Paraná estima plantar na safra 2013/14 mais de 4,8 milhões de hectares com soja, área 3,6% superior em comparação ao ciclo anterior. A perspectiva de produção é de que saiam das lavouras paranaenses 16,13 milhões de toneladas de oleaginosa, 2% a mais se comparado à temporada 2012/13.

Fonte: Folha de Londrina

Título da Postagem: Chuva traz alívio aos produtores paranaenses

imprensa@faep.com.br