Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 01/09/2017 - 10h43
Postado em Agrinho, Destaques

01/09/2017 10h43 - Postado em Agrinho, Destaques

Agrinho irá ganhar sotaque lusitano

Docentes de três universidades de Portugal conhecem detalhes do Programa e também contribuem com a reformulação do material didático

A reformulação do material didático do Programa Agrinho irá ganhar sotaque lusitano. A convite do SENAR-PR, professores de três renomadas universidades de Portugal – Aberta, Coimbra e Porto – estão no Brasil para gravar videoaulas e, também, colaborar na produção dos textos. A metodologia e o material didático do Agrinho estão sendo reformulados visando a edição 2018. “Essa troca de informação é muito importante. Eles trazem novidades, propostas pedagógicas diferenciadas da Europa. Isso, com certeza, gera inovação”, aponta a pedagoga Patrícia Lupion, consultora do SENAR-PR.

Na outra via, o Programa Agrinho está atravessando o Oceano Atlântico para colaborar na formação dos professores lusitanos. Os docentes passaram por uma imersão sobre o programa na qual conhecerem detalhes para posterior implantação da metodologia em Portugal. “O Agrinho será fundamental no contexto de Portugal. As necessidades que identificamos no Brasil são semelhantes às do nosso país. Ou seja, será fácil transpor, pois as duas realidades são bastante parecidas. Basta fazer alguns ajustes para atender à legislação portuguesa”, diz o professor José Antonio Moreira, da Universidade Aberta (UAb) de Portugal, única instituição de ensino superior público à distância no país europeu.

Na videoaula, o docente irá abordar o uso do cinema e outras ferramentas audiovisuais como recursos pedagógicos na sala de aula. “Podemos tornar o ensino ainda mais atrativo desta forma”, complementa.

Leia a matéria completa aqui.

Título da Postagem: Agrinho irá ganhar sotaque lusitano

imprensa@faep.com.br