Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 02/12/2010 - 12h00
Postado em Notícias

02/12/2010 12h00 - Postado em Notícias

Vacinação contra a aftosa é prorrogada em cinco estados

A campanha de vacinação de bois e búfalos contra a febre aftosa foi prorrogada no Amazonas, Mato Grosso e em quatro municípios do Acre até 15 de dezembro. No Rio Grande Sul, a campanha teve autorização para seguir até o dia 10 de dezembro apenas em municípios que enfrentaram atrasos na logística de disponibilidade de […]

A campanha de vacinação de bois e búfalos contra a febre aftosa foi prorrogada no Amazonas, Mato Grosso e em quatro municípios do Acre até 15 de dezembro. No Rio Grande Sul, a campanha teve autorização para seguir até o dia 10 de dezembro apenas em municípios que enfrentaram atrasos na logística de disponibilidade de vacinas.

De acordo com o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), Plínio Lopes, o critério para as prorrogações foi estabelecido segundo a realidade de cada área, evitando prejuízos à cobertura vacinal. “No Amazonas e Mato Grosso ocorreram problemas climáticos. A estiagem gerou dificuldades de acesso a propriedades no primeiro e de manejo de animais no segundo caso, o que prejudicou a vacinação”, explica.

Já no Acre, a execução da campanha continua apenas nos municípios de Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Santa Rosa do Purus e Jordão, realizada diretamente pelo serviço oficial. “Pretendemos garantir maior cobertura vacinal dos rebanhos desses municípios”, explica Plínio Lopes.

No Rio Grande do Sul, onde apenas os animais com menos de 24 meses devem ser imunizados nessa etapa, o serviço veterinário estadual alegou atrasos no recebimento e na logística de distribuição das doses, principalmente no noroeste do estado, que foi autorizado a estender a vacinação apenas nos municípios atingidos. “As vacinas chegaram depois da metade da campanha em alguns municípios. E essa é uma área que concentra grande número de pequenas propriedades”, informa o chefe do Serviço de Saúde Animal no Rio Grande do Sul, Bernardo Todeschini.

Em Mato Grosso do Sul, a vacinação foi prorrogada até o dia 25 de dezembro, apenas na Zona de Alta Vigilância. As mudanças recentes nos procedimentos de vacinação para aquela área não foram desenvolvidas totalmente, exigindo do serviço oficial alteração nas estratégias.

Segunda etapa – Nesta terça-feira, 30 de novembro, a campanha contra aftosa terminou nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal. No Amapá, a vacinação e o recadastramento das propriedades estão sendo realizados diretamente pelo serviço veterinário oficial, e as atividades devem durar até 3 de dezembro. No total, mais de 151,8 milhões de cabeças devem ser imunizadas em todo o Brasil.

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
por Leilane Alves

imprensa@faep.com.br