Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 11/05/2011 - 12h00
Postado em Notícias

11/05/2011 12h00 - Postado em Notícias

USDA estima 262 milhões de toneladas de soja para a safra 2010/2011

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quarta-feira (11) o relatório com a oferta e demanda mundial de 2010/11 e as primeiras estimativas para a safra 2011/12.  Para a safra 2010/11 o USDA reavaliou a produção mundial de 260,97 para 261,97 milhões de toneladas, um acréscimo de 1 milhão de toneladas. O […]

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nesta quarta-feira (11) o relatório com a oferta e demanda mundial de 2010/11 e as primeiras estimativas para a safra 2011/12. 

Para a safra 2010/11 o USDA reavaliou a produção mundial de 260,97 para 261,97 milhões de toneladas, um acréscimo de 1 milhão de toneladas. O consumo mundial estimado em 254,38 milhões de toneladas e estoques finais de 63,81 milhões de toneladas.

As exportações passaram de 98,51 para 95,62 milhões de toneladas, resultado da redução das importações chinesas do grão. A relação estoque final/consumo previsto é de 25,1%. Os principais produtores, Estados Unidos, Brasil e Argentina respondem por 81% da produção mundial.

Para a safra 2011/12 a produção mundial projetada é de 263,29 milhões de toneladas.   É o que aponta o relatório de maio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda), divulgado nesta quarta-feira (11).

Estados Unidos – Estimativas de produção mantidas em 90,61 milhões de toneladas. As exportações estimadas em 42,18 milhões de toneladas e o estoque final, foram retificados de 3,8 para 4,63 milhões de toneladas, número maior que as expectativas de mercado.  Relação estoque final/consumo de 9,5%.  Este número deverá repercutir no mercado, com os preços do grão na Bolsa de Chicago sinalizando baixa.  Segundo o relatório, a produção americana em 2011/12 deverá somar 89,40 milhões de toneladas.

Brasil – O relatório retificou a produção para 73,00 milhões de toneladas, exportações de 32,25 milhões de toneladas e estoque final de 18,18 milhões de toneladas. O Brasil, segundo produtor mundial, participa com 28% da produção mundial.  Nas exportações de soja em grão, a participação brasileira é de 34%. Para 2011/2012 o relatório prevê uma produção de 72,50 milhões de toneladas.

Argentina -O relatório manteve a produção argentina em 49,5000 milhões de toneladas, exportações de 9,50 milhões de toneladas e estoque final de 22,30 milhões de toneladas. A relação estoque final/consumo argentina é de 56%. O USDA projeta para 2011/2012 uma produção de 53,00 milhões de toneladas.

China – O USDA ajustou a importação da China, principal mercado consumidor de 57,00 para 54,50 milhões de toneladas.

Preços – O USDA projeta preços para 2011/12 entre US$ 26,45 a 30,86 por saca.
MILHO – SAFRA 2010/11 – 815,35 milhões de toneladas
A produção mundial passou de 814,94 para 815,35 milhões de toneladas. Já os estoques finais foram reajustados de 122,43 para 122,19 milhões de toneladas. As exportações retificadas para 90,64 milhões de toneladas. Relação estoque final/consumo de 14,5%.

Para o Brasil e Argentina foram mantidas as produções de 55,00 e 22,00 milhões de toneladas, respectivamente.  As exportações brasileiras elevadas para 8,50 milhões de toneladas.

Para a safra 2011/2012, o USDA projeta a produção mundial em 867,73 milhões de toneladas, consumo global de 860,78 milhões de toneladas, exportações de 92,50 milhões de toneladas e estoques finais de 129,14 milhões de toneladas.

Os Estados Unidos tem previsão de 343,04 milhões de toneladas, consumo de 293,51 milhões de toneladas, exportações de 45,72 milhões de toneladas e estoque finais de 22,85 milhões de toneladas.

Elaboração: Gilda Bozza – Economista – DTE/FAEP

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom