Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 03/06/2011 - 12h00
Postado em Notícias

03/06/2011 12h00 - Postado em Notícias

Tendências climáticas

O meteorologista Luiz Renato Lazinski (Inmet/Mapa) fez uma avaliação das condições climáticas nos meses anteriores e as tendências para os próximos meses. Confira: O mês de maio foi marcado por chuvas muito abaixo da média no Paraná, consequência de um bloqueio atmosférico, que impediu as frentes frias de avançarem até o Paraná, com isto, estas […]

O meteorologista Luiz Renato Lazinski (Inmet/Mapa) fez uma avaliação das condições climáticas nos meses anteriores e as tendências para os próximos meses. Confira:

O mês de maio foi marcado por chuvas muito abaixo da média no Paraná, consequência de um bloqueio atmosférico, que impediu as frentes frias de avançarem até o Paraná, com isto, estas frentes estão sendo desviadas para o oceano. Os volumes maiores de precipitação, se concentraram no leste, entre a Região Metropolitana de Curitiba e litoral e no sul e sudoeste do Estado, nas demais regiões praticamente não choveu. Com isto, a umidade no solo encontra-se muito baixa, principalmente nas áreas de milho safrinha. Nas áreas, onde já foram implantadas as lavouras de trigo, a situação também é preocupante, devido à falta de umidade no solo para a germinação. As boas condições climáticas observadas na implantação das lavouras do milho safrinha, favoreceram o bom desenvolvimento da cultura, porém, o atraso no plantio e agora, a falta de chuva associada a deficiência hídrica no solo, já começam a causar redução nos índices de produtividade desta cultura.                                

As temperaturas no Estado apresentaram valores abaixo da média em maio, sendo que no começo e no final do mês, a entrada de massas de ar frio, de forte intensidade, causaram queda acentuada nas temperaturas, com formação de geadas, principalmente no centro-sul do Paraná. Nas áreas de milho safrinha, apesar de apresentarem temperaturas baixas para a época do ano, não foram observadas geadas.             

No decorrer dos meses de junho e julho de 2011, deve correr uma transição das condições de “La Nina”, para uma situação de neutralidade climática. Em maio, observamos uma diminuição nas anomalias negativas de Temperatura da Superfície do Mar (TSM), na Região do Pacífico Equatorial. Esta região ainda continua com anomalias negativas (abaixo da média), na maior parte daquela região, porém, a área com temperaturas abaixo da média, vem diminuindo em relação aos últimos meses, conforme podemos observar na figura 1.  Os modelos de previsão climática, seguem mostrando uma tendência para uma fase neutra (nem El Nino e nem La Nina), a partir do segundo semestre deste ano, conforme podemos observar na figura  2.

Com uma tendência de neutralidade climática, influenciando o clima no decorrer deste inverno, os prognósticos para os próximos meses, são de que as precipitações continuam com um padrão de distribuição muito irregular e apresentem volumes abaixo do esperado para a época do ano.                

As temperaturas, devem continuar apresentando valores abaixo da média, no Paraná, consequência da entrada de massas de ar frio mais intensas e mais secas, no decorrer dos próximos meses. Devem ocorrer geadas mais significativas, no Centro-sul do Paraná, no decorrer de junho, também não descartamos a ocorrência de geadas nas áreas mais a Oeste e Norte do Estado.

Luiz Renato Lazinski
Meteorologista
Inmet/Mapa

imprensa@faep.com.br