Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 09/02/2011 - 12h00
Postado em Notícias

09/02/2011 12h00 - Postado em Notícias

Sistema FAEP participa do Show Rural

O maior evento de tecnologia da América Latina

A vigésima terceira edição do maior evento de tecnologia do agronegócio, Show Rural Coopavel, recebeu a visita de mais de 160 mil produtores rurais do Estado e do Brasil. A disposição do agricultor 370 estandes com pesquisa, equipamentos, máquinas, sementes, insumos e tudo que há de mais moderno no setor para contribuir para a melhoria da produtividade e rentabilidade.

O Sistema FAEP viabilizou a visitação de seis mil produtores ao Show Rural durante a realização do evento. Foram 141 caravanas organizadas e conduzidas pelos Sindicatos Rurais. Já estão agendados 130 eventos para 2011 serão envolvidos 24 municípios onde a Coopavel tem unidades.

 Richa reafirma compromisso com a agricultura

O mau tempo não permitiu que o governador Beto Richa cumprisse a agenda prevista no Show Rural na quarta-feira. Durante a entrevista coletiva para a imprensa o governador reassumiu seu compromisso com os produtores rurais de tratar a agricultura com eficiência e responsabilidade, por ser a alavanca da economia do Estado. Ele também declarou que em seu governo a lei será cumprida e o direito a propriedade será respeitado. "A partir deste ano o governo será um grande parceiro dos agricultores", afirmou.

Além do tema agricultura Richa falou sobre pedágio e as negociações que o governo vai fazer com as concessionárias. "Nosso pedágio é um dos mais caros do país, mas as concessionárias nunca foram chamadas para negociar com o governo. Vamos rever o preço das tarifas e retomar as melhorias nas rodovias para ajudar no processo de escoamento da produção agrícola", complementou. Além da agricultura o governador falou sobre educação, saúde, segurança e a criação de Redes de Desenvolvimento no Estado, que irão dinamizar as economias regionais em parceria com as prefeituras.     

O governador assinou um protocolo de intenções com o Banco do Brasil (BB) para financiamento da agricultura no Estado. Atualmente o BB financia até 75% das transações do setor no Estado. O banco vai oferecer aos produtores rurais uma linha de financiamento com juros de 6,75% ao ano. "A parceria prevê orientação técnica aos produtores para possam escolher a melhor opção e a melhor linha de crédito para o seu negócio", afirma o gerente de mercado de Agronegócio do BB no Paraná, Cezar de Col.

O banco estima um crescimento de 15% a 20% na carteira do agronegócio devido às boas perspectivas dos preços das commodities agrícolas. Até outubro de 2010 a carteira acumulou um volume de R$ 9 bilhões de reais.    

O espaço perdido – biotecnologia

Dos 370 estandes do Show Rural 30 são de empresas brasileiras, multinacionais e institutos de pesquisa em biotecnologia. De acordo com o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, de 1995 a 2000 as empresas brasileiras perderam espaço para as multinacionais que entraram no mercado brasileiro oferecendo ao produtor rural um grande incremento de produtividade. "Esta produtividade foi traduzida em melhoria de renda para o produtor rural, que tem a grande missão de produzir alimentos em grande escala. O Paraná, em especial, sofreu um engessamento político que prejudicou muito o desenvolvimento da agricultura. Mas o país precisa investir mais em pesquisa, temos grandes pesquisadores e institutos que precisam de  recursos, pois a pesquisa é chave para o desenvolvimento do futuro", completou.

O presidente da Coopavel acrescenta que em muitos países em desenvolvimento os investimentos em pesquisa chegam a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), mas no Brasil este percentual não passa de 2%. "No exterior a agricultura já convive com produtos e sementes com características diferenciadas como, por exemplo: alta capacidade de resistência a seca, com baixíssimos índices de antioxidante e alimentos com valor agregado que, ao mesmo tempo que alimentam contribuem para a saúde. Infelizmente no Brasil a discussão sobre biotecnologia parou no tema transgênicos, precisamos avançar e garantir a sustentabilidade das futuras gerações em relação a produção de alimentos", finaliza.      

imprensa@faep.com.br