Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/01/2011 - 12h00
Postado em Notícias

25/01/2011 12h00 - Postado em Notícias

Secretários de Estado participam de Assembleia da FAEP

A presença de três secretários de Estado na Assembléia Geral da FAEP, na última segunda feira (24), no hotel Radisson, em Curitiba, trouxe boas surpresas aos líderes sindicais e produtores. Lá estiveram Norberto Ortigara, da Agricultura, Ricardo Barros, da Indústria e Comércio e Jonel Iurk, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Iurk, com sua […]

A presença de três secretários de Estado na Assembléia Geral da FAEP, na última segunda feira (24), no hotel Radisson, em Curitiba, trouxe boas surpresas aos líderes sindicais e produtores. Lá estiveram Norberto Ortigara, da Agricultura, Ricardo Barros, da Indústria e Comércio e Jonel Iurk, do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Iurk, com sua equipe do IAP, Instituto de Águas e do ITCG. "Creio que teremos um governo amigável, que vai procurar nos ajudar no que for preciso. A FAEP montou um conjunto de propostas de interesse da agropecuária, desde intervenções na infra-estrutura, na logística, até soluções para problemas de educação e saúde", lembrou o presidente da instituição, Ágide Meneguette.

Ortigara anunciou a criação da Agência de Defesa Agropecuária, proposta pela FAEP em documento formulado no ano passado; Ricardo Barros revelou a adoção de políticas para a reinserção do Paraná como destino de investimentos nacionais e internacionais. E Iurk, prático, apresentou a proposta de reunião de trabalho entre os técnicos da secretaria do Meio Ambiente e  da FAEP, a partir de 31 de janeiro para debater: o Plano de governo Beto Richa 2011-2014;

o Plano Diretor para o Agronegócio do Paraná-FAEP e a Legislação ambiental Estadual e Federal. Não só isso. Garantiu que as ações da Força Verde não terão mais o caráter opressivo.

Como o principal espaço agrícola do País, 88% da economia paranaense vem da atividade agropecuária, Ortigara lembrou que "o desafio é produzir com valores agregado", disse Ortigara. Com esse retrato, o novo secretário da Agricultura fez um diagnóstico da economia  do Estado e afirmou que o governo buscará desconcentrar o desenvolvimento e aumentar o IDH médio das cidades. "Um: governo mais aberto, que converse, que seja parceiro e mobilize soluções para o avanço".

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Iurk, propôs a criação imediata de um grupo de trabalho de técnicos da SEMA e da FAEP para, de forma conjunta,  analisar a confusa legislação ambiental com milhares de artigos e portarias.. "O Brasil será o celeiro do mundo. Num futuro recente caberá ao Brasil a possibilidade de sustentar a população mundial", lembrou Iurk.  A nova postura dos órgãos ambientais puderam ser percebidas pelo compromisso assumido pelo presidente do IAP, Tarcisio Mossato Pinto de rever os critérios de compensação do produtor rural nas questões ambientais.  "Não vamos abrir mão de preservar o meio ambiente, mas de forma racional, não como vinha sendo feito", afirmou. Os produtores tem severas criticas ao comportamento da Força Verde, criada no governo Requião, e acusada de agir com prepotência.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom