Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 20/10/2011 - 12h00
Postado em Notícias

20/10/2011 12h00 - Postado em Notícias

Secretaria divulga edital para agricultores familiares

A Secretaria de Estado da Educação (SEED) divulgou na quarta-feira (19) o edital para seleção de agricultores familiares que fornecerão alimentos da merenda escolar às escolas estaduais no próximo ano letivo. O edital amplia de 39 para 71 o número de itens a serem comprados, o que deverá beneficiar um maior número de produtores. Ele […]

A Secretaria de Estado da Educação (SEED) divulgou na quarta-feira (19) o edital para seleção de agricultores familiares que fornecerão alimentos da merenda escolar às escolas estaduais no próximo ano letivo. O edital amplia de 39 para 71 o número de itens a serem comprados, o que deverá beneficiar um maior número de produtores. Ele será divulgado no Diário Oficial da União e em mais 21 jornais regionais do Paraná.

Podem participar pequenos produtores paranaenses vinculados a cooperativas e a associações de agricultores familiares. As compras também serão abertas para associações de produtores de assentamentos e de comunidades indígenas e quilombolas.

As principais regras do edital foram expostas na reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Cedraf), realizada nesta terça-feira (18), na sede da Emater, em Curitiba. A diretora de Infraestrutura Logística, Organização e Gestão da Secretaria da Educação, Marcia Cristina Stolarski, apresentou o Plano Estadual de Alimentação e Nutrição Escolar para 2012.

A quantidade maior de itens a serem comprados é um dos destaques para o ano que vem. "A expectativa é ampliar o número de cooperativas e associações de agricultores contratadas que somam 46 entidades e também de escolas atendidas", disse Stolarski. Também as cozinhas foram readequadas com equipamentos necessários para o processamento dos alimentos, refrigeradores e freezers.

Com o ajuste no cardápio, serão comprados alimentos de sete grupos de gêneros alimentícios. Estão incluídos frutas, sucos, hortaliças, leite, panificados, produtos de origem animal e os minimamente processados, como açúcar mascavo, arroz, feijão, canjica, fubá, macarrão, molho de tomate e orgânicos.

Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento e presidente do Cedraf, Norberto Ortigara, o fornecimento de produtos para a merenda escolar é uma oportunidade única para que o pequeno agricultor venda seus produtos em um mercado seguro e rentável.

Ele colocou a estrutura da Secretaria da Agricultura e da Emater à disposição para construir um modelo de atendimento que supere as dificuldades de distribuição enfrentadas atualmente. Segundo o secretário, o acesso ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é um avanço da política pública que permite ao pequeno agricultor fortalecer sua renda.

O edital e outras informações estão disponíveis no ambiente de Comunidade do portal Dia a Dia Educação.

Foto: Giuliano Gomes/SEED

Nos links abaixo os interessados encontrarão as informações necessáriaspara a participação no Programa.

 

 

1- INSCRIÇÃO DAS COOPERATIVAS OUASSOCIAÇÕES INTERESSADAS

http://www.comunidade.diaadia.pr.gov.br

2-EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2011 – SEED

http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/editais/edital0022011sude.pdf

3- MANUAL DE INSTRUÇÕES PARAELABORAÇÃO DA PROPOSTA

http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/manual_PAF.pdf

 

4- RELAÇÃO DOS GRUPOS, ALIMENTOS E PREÇOSDO PAA PARA GÊNEROS ALIMENTÍCIOS

http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/alimentos_precos.pdf

 

5– QUANTIDADE DE GÊNEROS POR SEMANA

http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/genero_por_escola.pdf

 

6ENDEREÇOSDAS ESCOLAS

http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/pdf/endereco_escolas.pdf

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom