Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 04/07/2011 - 12h00
Postado em Notícias

04/07/2011 12h00 - Postado em Notícias

Seab faz parceria com Mapa para ampliar seguro para cultura do trigo

Uma parceria para agilizar a troca de informações entre governo federal e estadual no cadastramento de produtores para o pagamento do seguro agrícola para a cultura do trigo. Este é o objetivo do Termo de Cooperação assinado durante a III Reunião de Comissões Técnicas da Federação da Agricultura do Paraná, entre o Ministério da Agricultura, […]

Uma parceria para agilizar a troca de informações entre governo federal e estadual no cadastramento de produtores para o pagamento do seguro agrícola para a cultura do trigo. Este é o objetivo do Termo de Cooperação assinado durante a III Reunião de Comissões Técnicas da Federação da Agricultura do Paraná, entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Estado do Paraná (Seab). O evento reuniu  340 presidentes de sindicatos rurais e lideranças em Curitiba, no último dia (4/7).

A subvenção estadual é paga em cima da subvenção federal. A Seab depende das informações do Ministério e com este termo de cooperação a intenção é agilizar esta troca de dados e efetuar o pagamento do seguro aos produtores, causados por riscos incontroláveis, de forma mais rápida, mas respeitando as exigências legais.

"O objetivo do seguro é estabilizar a renda do produtor e não desonerá-lo de pagamentos por perdas. Queremos ampliar a presença do Estado na área da subvenção e ampliar a cobertura de riscos incontroláveis", comentou o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara.

  O Termo de Cooperação entre o Paraná e o Mapa é uma ação pioneira no país e vai beneficiar mais de mil produtores no Estado. O governo federal é responsável por 70% da subvenção desta cultura, o governo do estado 15% e o produtor pelos outros 15%. Em 2011 o estado, maior produtor nacional de trigo, deve ter uma produção de 2,8 bilhões de toneladas, o que corresponde a 51,5% da produção nacional.

 AGÊNCIA DE AGROPECUÁRIA

Durante o evento Ortigara também anunciou a liberação de 400 mil hectares para plantio de soja e trigo transgênicos na chamada Escarpa Devoniana, região que abrange os municípios da Lapa, sul do Paraná, a Sengês no norte do Estado.

O secretário falou também da revisão da lei estadual de Agrotóxicos que está sendo feita por uma comissão técnica especial. "Dentro de poucos dias vamos anunciar a liberação de vários produtos que são utilizados em estados vizinhos e proibidos em nosso Estado. Isso permitirá ao agricultor paranaense acesso a alguns produtos mais especificadamente para as culturas do arroz, fumo e hortaliças", disse.

Ortigara informou também que o projeto de criação da Agência de Agropecuária do Paraná será enviado a Assembleia Legislativa no início de agosto para votação dos deputados estaduais.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom