Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 05/04/2011 - 12h00
Postado em Notícias

05/04/2011 12h00 - Postado em Notícias

Rebelo promete concluir texto do Código Florestal até o final da semana

O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), relator do novo Código Florestal, afirmou nesta terça-feira (5) que vai concluir o texto até o final desta semana. Segundo Rebelo, assim que entregar o texto, o tema estará pronto para ser votado pelo Congresso. Ele fez a promessa durante manifestação de produtores rurais na Esplanada dos Ministérios, em […]

O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), relator do novo Código Florestal, afirmou nesta terça-feira (5) que vai concluir o texto até o final desta semana. Segundo Rebelo, assim que entregar o texto, o tema estará pronto para ser votado pelo Congresso. Ele fez a promessa durante manifestação de produtores rurais na Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso Nacional.

"É muito bom que produtores venham a Brasília e demonstrem que podem produzir sem desmatar. Até o fim da semana, apresento as modificações já depois de receber sugestões", afirmou Rebelo a jornalistas, após descer do palco montado para o evento. Ao lado da senadora Kátia Abreu (DEM-TO), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e uma das organizadoras do evento, ele cumprimentou e foi aplaudido por produtores rurais.

De acordo com a organização do evento, mais de 24,5 mil produtores estão em Brasília para a manifestação. Essas pessoas chegaram em mais de 500 ônibus vindos de diversas partes do país.

Conforme Aldo Rebelo, durante a semana, ele receberá do Ministério da Agricultura e do Ministério do Meio Ambiente sugestões de alteração no código. Ele diz acreditar que "não haverá problema" em 90% do texto e que, para o restante, haverá negociação no Congresso. "Vai ser um processo de negociação, mas até o fim da semana teremos um relatório final", completou Rebelo.

Disputa
Ambientalistas e ruralistas ficaram de lados opostos após as mudanças no Código Florestal aprovado em julho do ano passado em comissão especial. Agora, o tema precisa passar pelo plenário da Câmara e depois ir para o Senado. Uma das principais críticas feitas ao texto aprovado na Câmara foi sobre a anistia a quem desmatou áreas que deveriam ser preservadas.

Em um panfleto distribuído na manifestação desta terça, um grupo de agricultores dizem que "indigenistas, ONGs radicais e ONGs estrangeiras estão articulados para demolir o agronegócio". Outro material afirma que as mudanças são necessárias porque atualmente a versão vigente do cógido "criminaliza mais de 90% dos produtores".

Missa campal celebra mobilização dos produtores rurais
Produtores rurais de todos os Estados brasileiros participaram da missa campal que deu início as atividades da mobilização que acontece nesta terça-feira (5/3), durante todo o dia, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O evento, liderado pela presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, tem como objetivo demonstrar ao Congresso Nacional a necessidade de atualizar o Código Florestal.

Antes da cerimônia, nove peões de boiadeiros, vindos de Goiânia – GO, tocaram seus berrantes, instrumento feito com chifre de boi e detalhes em couro, anunciando o início das programações do dia. Na sequencia, o coral Madrigal de Brasília, regido pelo maestro Eder Canúzis, cantou o Hino Nacional. O som preencheu a Esplanada dos Ministérios e fez com que todos parassem em posição de respeito à pátria.

 
Leitura do Credo
Durante a cerimônia, a presidente da CNA foi convidada a fazer uma leitura, após a oração do Credo. No texto, em tom de oração e referente ao momento decisivo em que vive a agropecuária brasileira , a senadora Kátia Abreu pedia ao Senhor  que "não deixe nada comprometer o bom momento da agricultura brasileira. Não permita que a humanidade carente de alimento abundante seja prejudicada", clamou.

 Representando a Santa Ceia foi montada uma extensa mesa com mais de sessenta mil frutas entre banana, maça, laranja, melancia, mamão, uva, abacaxi e melão. Quarenta mil pedaços de pães e bolos também fizeram parte da refeição, que após a cerimônia foi servida aos participantes.

Presenças
Na ocasião, também estiveram presentes os presidentes das Federações da Agricultura e Pecuária do Estado do Espírito Santo (FAES), Júlio da Silva Rocha Júnior; Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Eduardo Riedel; Rio Grande do Norte (FAERN), José Álvares Vieira; Rondônia (FAPERON), Francisco Ferreira Cabral; Distrito Federal (FAPE-DF), Renato Simplício Lopes; Acre, Assuero Doca Veronez; Paraíba (FAEPAPB), Mário  Borba. E os presidentes das Federações da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), Ágide Meneguette; Pernambuco (FAEPE), Pio Guerra Júnior; Rio Grande do Sul (FARSUL), Carlos Rivaci Sperotto;

Alguns parlamentares que acompanharam a missa: o relator do Código Florestal, Deputado Federal (PcdoB-SP) Aldo Rebelo; Deputado Federal Irajá Abreu (DEM-TO); Deputado Federal Marcos Montes (DEM-PR); Deputado Federal Odacir Zonta (PP-SC); Deputado Federal Moacir Micheletto (PMDB-PR); Deputado Federal Ronaldo Caiado (DEM-GO);Deputado Federal Celso Maldaner (PMDB-SC) e o Deputado Federal Valdir Colatto (PMDB-SC).

Opinião dos agricultores
Produtores rurais manifestaram a importância que representa a eles a atualização do Código Florestal. Para o produtor de soja, em Itumbiara-GO, Donizete Mendes de Oliveira, "não é justo pagarmos por desmatamentos que antigamente eram financiados pelo próprio Governo. Esperamos que sejam estabelecidas novas regras, a partir de agora, ressaltou.

Já o produtor de milho de Montes Claros – MG, Elton Galdeira, ressalta que esta é uma grande oportunidade para o homem do campo se manifestar e lembrar à sociedade que são os responsáveis pela produção dos alimentos baratos que consomem hoje. Segundo o produtor de soja e trigo de Assis Chateaubriand  – PR, Kelvin Elger, "os parlamentares precisão se conscientizar que a atualização do Código Florestal é necessária para que possamos continuar produzindo", afirmou.
Fonte: Mariana Oliveira Do G1/site CNA

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom