Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 19/12/2011 - 12h00
Postado em Notícias

19/12/2011 12h00 - Postado em Notícias

Paraná tem Agência de Defesa Agropecuária

O governador Beto Richa, sancionou nesta segunda-feira (19) a lei que cria a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR).  A proposta é da FAEP e foi incorporada pelo Governo do Estado ao seu programa  e é um passo decisivo para o desenvolvimento da agropecuária no Estado. "Ao estado cabe criar as condições para que […]

O governador Beto Richa, sancionou nesta segunda-feira (19) a lei que cria a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR).  A proposta é da FAEP e foi incorporada pelo Governo do Estado ao seu programa  e é um passo decisivo para o desenvolvimento da agropecuária no Estado.

"Ao estado cabe criar as condições para que a iniciativa privada, produza, gere empregos e impostos e a ADAPAR se insere nesta linha", disse o presidente da FAEP, Ágide Meneguette.

Segundo ele, o governo deve fiscalizar para que os produtos da agropecuária sejam saudáveis e cumpram as exigências da lei e do mercado.

Aos produtores o cumprimento da legislação, "porque a fiscalização não é inimiga do produtor e nem o produtor quer ser um transgressor das regras".

A ADAPAR abre imensas possiblidades aos produtores e às industrias de derivados. O principal aspecto positivo será a  qualidade dos produtos paranaenses tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo.

O governador Beto Richa ressaltou  que está cumprindo todas as promessas  de campanha feitas ao meio rural, compromissos, segundo ele,  assumidos com convicção. "Não temos medido esforços para fortalecer a agricultura no Paraná, que é e será ainda por muito tempo a base da economia de nosso estado".

Recentemente o governador assinou com entidades ligadas ao agronegócio um convênio instituindo o Fórum das Entidades Promotoras do Agronegócio Paranaense. Este Fórum, inspirado pelo secretario da Agricultura, Norberto Ortigara evitará ações sobrepostas do setor  e obter resultados mais positivos e de forma mais rápida.
"A Adapar tem o papel fundamental de permitir que os produtos agropecuários paranaenses tenham espaço em qualquer local do mundo", disse Ortigara.

O deputado estadual Augustinho Zucchi  (PDT) afirmou que a Adapar é "um sinal para o mundo de que o Paraná será vanguarda na defesa  agropecuária". 

O deputado estadual Pedro Lupion (DEM), líder do bloco da agropecuária na Assembleia,   lembrou  que somente o Paraná e Rondônia tem uma agencia como esta.

O presidente do Sistema FAEP, Ágide Meneguette pediu apoio do governador para que não hajam problemas  políticos e orçamentários, à fim de que os fiscais da Adapar  exerçam com eficácia as suas tarefas. E, agradeceu a sensibilidade do governador "às nossas sugestões e reinvindicações e pelo bem que está fazendo à nossa economia e a nossa sociedade".

Estavam presentes os deputados Elio Rusch, Fernando Scanavaca, o presidente do Sistema  Ocepar João Paulo Koslowski, o presidente da Fetaep, Ademir Mueller e outras autoridades.

SANIDADE

Entre as funções da ADAPAR está a de garantir as condições necessárias para a manutenção do status do estado livre de febre aftosa com vacinação; buscar o de sem vacinação; concentrar a fiscalização da defesa animal nas áreas de fronteiras de maior risco, caso do Estado do Mato Grosso, e pressionar o governo federal a fiscalizar as fronteiras do Paraguai e Argentina; fortalecer o Programa Estadual de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose. E orientar as boas práticas de saúde animal em sanidade, rastreabilidade dos rebanhos e certificação da propriedade agropecuária.     
Além de controlar e erradicar doenças animais, a Agência vai intensificar a sanidade vegetal no Estado, mediante a certificação da produção paranaense de sementes, mudas e o controle da importação de outros Estados. Além disso atuará nos esforços das instituições de pesquisa para o desenvolvimento de tecnologias alternativas  ao controle de pragas e doenças; modernizar a Lei de Registros de Agroquímicos possibilitando a utilização de produtos modernos, mais seguros para a saúde humana e para o meio ambiente; E atuará na operacionalização do SISBI Estruturação da Divisão do SIP/DIPOA de forma a permitir ampla comercialização da produção do agronegócio paranaense em todo país.     

Cargos e Carreiras

No início de fevereiro, a Assembleia Legislativa votará o projeto de lei 848/11 que estabelece o plano de cargos e carreiras dos servidores na estrutura da ADAPAR. São duas as carreiras: de Fiscalização da Defesa Agropecuária (Biólogos, Engenheiros Agrônomos e Médicos Veterinários), com 600 profissionais a de Assistência à Fiscalização da Defesa Agropecuária (Técnicos de Manejo e Meio Ambiente, do 2º grau profissionalizante), com outras 600 vagas.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom