Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 31/10/2011 - 12h00
Postado em Notícias

31/10/2011 12h00 - Postado em Notícias

Paraná é o estado que mais aplicou recursos do PAA

O Paraná é o Estado brasileiro que aplicou o maior percentual de recursos disponíveis para a execução do Programa de Aquisição de Alimentos Compra Direta da Agricultura Familiar (PAA), no projeto 2010/2011. O anúncio foi feito durante a prestação de contas da execução de projetos e aplicação dos recursos, realizada em Brasília na quarta-feira (26). […]

O Paraná é o Estado brasileiro que aplicou o maior percentual de recursos disponíveis para a execução do Programa de Aquisição de Alimentos Compra Direta da Agricultura Familiar (PAA), no projeto 2010/2011. O anúncio foi feito durante a prestação de contas da execução de projetos e aplicação dos recursos, realizada em Brasília na quarta-feira (26).

O valor aplicado (R$ 23 milhões) equivale a 82% dos recursos disponibilizados pelo Ministério, com contrapartida do Governo do Estado. Com os recursos, o Paraná compra alimentos produzidos por agricultores familiares, que simultaneamente são doados para instituições sociais dos municípios. Em 2011, 274 cidades já foram beneficiadas.

O PAA é um programa federal, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e desenvolvido no Paraná pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social. Faz parte das políticas de geração de renda local, criação de empregos e segurança alimentar.

NOVA PROPOSTA – Em Brasília, nesta quinta-feira (27), representantes da secretaria apresentaram a proposta do novo convênio, a ser executado em 2012. A equipe é formada pelo diretor geral, Iran de Rezende, pelo diretor do departamento de economia solidária, Carlos Manuel dos Santos, e pela coordenadora do Compra Direta, Valéria Nitsche.

De acordo com o secretário Luiz Claudio Romanelli, a meta é que o novo projeto amplie o número de agricultores, municípios e pessoas beneficiadas. "Isso inclui entidades proponentes e municípios que não puderam ser beneficiadas anteriormente, em especial os agricultores de baixa renda, preferencialmente organizados em associações e cooperativas", explica.

Dados do Ministério indicam que o programa avançou no Paraná. O histórico aponta que houve um acréscimo significativo de pessoas beneficiadas e de agricultores familiares envolvidos. Enquanto em 2004 eram atendidos 33 municípios, em 2011 são 274, o que representa 69% das cidades do Estado.

Fonte: Jornal do Oeste

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom