Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 08/04/2011 - 12h00
Postado em Notícias

08/04/2011 12h00 - Postado em Notícias

Novo terremoto no Japão pressiona soja

Novidades que ameacem o abastecimento ou o consumo global desoja vêm mexendo com os preços internacionais da oleaginosa nos últimos dias:ontem, um novo terremoto no Japão, de magnitude 7.1, aumentou a incerteza dosinvestidores sobre a demanda e pesou nas cotações da Bolsa de Chicago. Ocontrato da oleaginosa para entrega em maio recuou 0,94% e fechou […]

Novidades que ameacem o abastecimento ou o consumo global desoja vêm mexendo com os preços
internacionais da oleaginosa nos últimos dias:ontem, um novo terremoto no Japão, de magnitude 7.1, aumentou a incerteza dosinvestidores sobre a demanda e pesou nas cotações da Bolsa de Chicago.

Ocontrato da oleaginosa para entrega em maio recuou 0,94% e fechou cotado a US$13,6350 por bushel. Embora o novo terremoto não tenha tido grandes implicações,o mercado se encontra num momento de certa instabilidade, por causa daexpectativa para a nova safra.

Por isso são tão aguardadas as novas estimativasde oferta e demanda que o governo americano divulga nesta sexta-feira.Espera-se que o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) reduza sua previsãopara os estoques de soja do país, diante do forte consumo, o que tende a darsustentação aos preços. Por outro lado, a safra da América do Sul vem sendocolhida e deve ajudar a amenizar a atual situação de oferta restrita.

Os outros mercados de grãos também aguardam ansiosamente osdados do USDA. Nesta semana, os preços do milho atingiram níveis recorde emChicago porque todos estimam que, no fim do ano-safra, as reservas do paísserão as menores em 15 anos. Depois de subirem tanto, ontem os preços caíram0,52%, pois alguns investidores embolsaram lucros. O trigo acompanhou o milho ecedeu 1,15%.

Fonte: O Estado de S. Paulo – Filipe Domingues – 08/04/2011

 

imprensa@faep.com.br