Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 25/10/2010 - 12h00
Postado em Notícias

25/10/2010 12h00 - Postado em Notícias

Nova etapa de vacinação será em novembro

Febre Aftosa

A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab) promove a segunda etapa da campanha estadual de vacinação contra febre aftosa no período de 1º a 30 de novembro. Desta vez, todos os animais bovinos e bubalinos deverão ser vacinados, independente da faixa etária. Isso representa cerca de 9,6 milhões de animais que devem ser vacinados no próximo mês.

"Com isso, a Seab prossegue com as campanhas de vacinação visando a manutenção da condição sanitária atual, buscando no futuro a suspensão da vacinação", disse o diretor do Departamento de Fiscalização e da Sanidade Agropecuária (Defis), Marco Antonio Teixeira Pinto.

A Seab destaca que todos os pecuaristas devem vacinar seus animais para que o Paraná mantenha os índices de vacinação apresentados ao longo dos últimos anos, superiores a 98%. "Esse patamar é importante porque dá uma segurança na manutenção da sanidade não apenas de bovinos mas também de outras espécies suscetíveis à febre aftosa como suínos, caprinos e ovinos", explicou Teixeira Pinto.

Nessa campanha, a Seab conta com a parceria e colaboração dos Conselhos Municipais de Sanidade Agropecuária (CSAs) na conscientização e convencimento dos pecuaristas sobre a importância da vacinação e os benefícios que ela traz ao rebanho paranaense.

PEQUENO PRODUTOR – A Seab faz um alerta especial aos pequenos produtores que têm poucas cabeças de gado na propriedade para que não deixem de vacinar seus animais. Para esses, recomenda-se que se associem a outros pequenos produtores para a compra conjunta de doses necessárias de vacinas que vão utilizar em suas propriedades.

Teixeira Pinto orienta esses pequenos produtores a procurarem as Unidades Veterinárias da Seab para saberem como proceder para fazer a compra conjunta de vacinas. Além de ficar mais barato ao pequeno produtor, não haverá desperdício de vacinas.

A Seab lembra ao produtor ou pecuarista que a não vacinação dos animais no período recomendado, que vai de 1a 30 de novembro, será multado em R$ 91,05 por cabeça não vacinada.

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom