Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 27/09/2010 - 12h00
Postado em Notícias

27/09/2010 12h00 - Postado em Notícias

Missão africana inicia visita ao setor agropecuário do Paraná

Missão africana inicia visita ao setor agropecuário do Paraná

Técnicos e agrônomos de oito países africanos vão conhecer a formação rural e as técnicas agropecuárias desenvolvidas no Estado

O Paraná é um dos cinco estados brasileiros que irá receber a visita de técnicos e agrônomos vindos de países africanos. O grupo integra uma missão internacional, fruto de um acordo firmado pelo Sistema CNA/SENAR com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o Ministério das Relações Exteriores. O objetivo é que os representantes do continente africano conheçam os programas de Formação Profissional Rural e Promoção Social desenvolvidos no Paraná pelo SENAR, bem como as técnicas agropecuárias utilizadas pelos produtores. A ideia é que a missão possa ver o que mais se assemelha à realidade africana e o que pode ser replicado lá.

A comitiva chegou ao Estado no final de semana. A primeira atividade aconteceu nesta segunda-feira (27), na sede do Sistema FAEP (Federação das Agricultura do Estado do Paraná), em Curitiba. Os 12 profissionais africanos receberam as boas vindas do diretor financeiro da entidade, João Luiz Biscaia, que destacou a satisfação da Federação em receber uma missão internacional. "Desejamos que vocês tenham o maior aproveitamento possível nesta visita e que possam levar as experiências daqui para melhorar a comunidade de vocês", disse Biscaia. Na sequência, foram apresentados o funcionamento, estrutura e a forma de trabalho da FAEP e do SENAR-PR.

O grupo é formado por representantes de oito países africanos, como Tanzânia, Botsuana, Senegal, Tunísia, República Democrática do Congo, Benin, Gabão e República da Guiné. A programação ao interior começa amanhã (28/9), em Ponta Grossa, com apresentação das linhas de pesquisa do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) com ênfase no plantio direto. Depois irão a Castro, onde conhecerão a forma de cooperativismo desenvolvida na Cooperativa Castrolanda e os segmentos agropecuários em que atua (leite, grãos, batata, suínos e cordeiros). Também irão ao Centro de Treinamento para Pecuaristas de Castro, para ver cursos em andamento de manejo de gado leiteiro e de eletricista rural.

A programação prossegue até sábado e contempla visitas às principais cadeias produtivas de interesse do grupo: bovinos, ovinos, leite e grãos. O SENAR-PR também incluiu na agenda a apresentação de como se estrutura um sindicato rural; visita a propriedades de egressos de cursos, para que a missão possa ver os resultados da formação; e a visita a uma usina de cana-de-açúcar e álcool de Maringá, para que conheçam formas de colheita e a gama de cursos voltados para o setor sucroalcooleiro.

Missão
Ao todo, 100 técnicos e agrônomos africanos deverão passar pelo Brasil para conhecer a agropecuária desenvolvida aqui. A comitiva foi dividida em cinco grupos. Cada um irá para um estado brasileiro, entre os quais Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Ceará. Este último recebeu a missão na semana passada. O gerente de planejamento do SENAR-PR, Henrique Salles Gonçalves, ressalta que a visita é reflexo do bom trabalho de capacitação desenvolvido no Estado. "Sempre fizemos o papel contrário. Geralmente o Paraná visita outros países para trazer desenvolvimento na agricultura e pecuária. Agora somos exemplos", diz.
 
Os países africanos com representantes no Brasil têm a economia predominantemente agrícola.  Pelo acordo, a visita é a primeira etapa da cooperação. Numa segunda, serão técnicos brasileiros na África e, por último, será feito o intercâmbio de informações e capacitação entre os países e o Brasil.

imprensa@faep.com.br