Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 01/10/2010 - 12h00
Postado em Notícias

01/10/2010 12h00 - Postado em Notícias

Grupo conheceu o programa Mulher Atual do SENAR-PR e pretende replicar a experiência em alguns países do continente

Valorização da mulher é exemplo para africanos

Missão internacional

O papel da mulher e sua valorização para o desenvolvimento da propriedade rural marcaram o penúltimo dia de atividades da comitiva africana que visita o interior do Paraná desde o início da semana. O grupo conheceu uma turma de alunas do Programa Mulher Atual, realizado pelo SENAR-PR em uma vila rural do município de Nova América da Colina, ao Norte do Estado.

Os resultados do curso na vida das 20 mulheres participantes chamaram a atenção dos africanos, que pretendem levar a experiência do Paraná para seus países de origem. Como é o caso de Nata Trahinta, que atua na promoção da agricultura e treinamento rural de Benin, região ocidental da África. De acordo com ele, em seu país a mulher tem pouco espaço na economia e é exclusa de meios e possibilidades de desenvolvimento. "Acredito que essa seja uma das necessidades mais urgentes da população rural", avaliou Trahinta.

Da mesma forma acontece na República Democrática do Congo. Segundo José Baleo Baleka, do Ministério da Agricultura daquele país, o curso do SENAR-PR mostra que uma mulher confiante ao lado do marido fortalece o negócio familiar. "É uma receita que não vou esquecer nunca", disse. Durante a visita, a comitiva foi recepcionada com poesias em homenagem à África e uma mesa farta de café colonial, com produtos caseiros preparados pelas próprias alunas. Uma dupla de música sertaneja, formada por ex-alunos do programa Jovem Agricultor Aprendiz (JAA), animou o encontro.

O empreendedorismo no meio rural também esteve na agenda da missão. No município de Nova Fátima, o grupo africano conheceu o Viveiro Esplanada, que se destaca pelo cultivo de mudas de café, eucalipto, palmeiras, árvores frutíferas, silvestres e ornamentais. O local é um dos exemplos de experiências bem sucedidas do Programa Empreendedor Rural (PER), criado pelo SENAR-PR há sete anos. Na época, o técnico agropecuário Júlio César Farias participou do programa e colocou em prática seu projeto de cultivo de plantas. Atualmente, além da produção anual de um milhão de mudas, ele oferece prestação de serviço na área de plantação florestal. 

Nesta sexta-feira, o grupo encerra as atividades no Paraná com visita a duas usinas de cana-de-açúcar e álcool, na cidade de Maringá. Serão apresentadas técnicas de colheita e corte, além da gama de cursos do SENAR-PR voltados para o setor sucroalcooleiro.

Intercâmbio rural

Os africanos chegaram a Curitiba no último final de semana. Da capital, partiram para Ponta Grossa, onde iniciaram a programação de visitas a cursos e propriedades rurais para a troca de informações sobre a atividade agropecuária nacional. A vinda da missão ao País é resultado de acordo de cooperação internacional firmado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) Nacional e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, que prevê o desenvolvimento de projetos de segurança alimentar e qualificação rural nos países participantes.

 

imprensa@faep.com.br
Agência de Internet PontoCom