Logotipo Sistema FAEP

Data da Publicação: 10/11/2011 - 12h00
Postado em Notícias

10/11/2011 12h00 - Postado em Notícias

Governador Beto Richa lança o programa Pró-Rural – Cidadania e Renda no Campo.

O governador Beto Richa e o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, lançaram nesta terça-feira (8), em Irati, o programa Pró-Rural – Cidadania e Renda no Campo. O deputado Plauto Miró (DEM), 1º secretário da Assembleia Legislativa, acompanhou o governador durante a visita ao município, que contou com a participação de […]

O governador Beto Richa e o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, lançaram nesta terça-feira (8), em Irati, o programa Pró-Rural – Cidadania e Renda no Campo. O deputado Plauto Miró (DEM), 1º secretário da Assembleia Legislativa, acompanhou o governador durante a visita ao município, que contou com a participação de várias autoridades estaduais e municipais.

O Pró-Rural tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Para isso, o Governo do Estado prevê investir R$ 160 milhões para estimular a economia de áreas carentes, principalmente da região central do Estado e do Vale do Ribeira, na divisa com o estado de São Paulo, a partir do meio rural. Os recursos, oriundos de empréstimo do Banco Mundial (BIRD), serão aplicados nas áreas de educação, saúde, agricultura, meio ambiente e modernização da gestão pública.

"O objetivo principal é aumentar a competitividade dos agricultores familiares de forma sustentável, com medidas de impacto social, econômico e ambiental, e reduzir desigualdades regionais", explicou Richa. "Vamos desenvolver ações que promovam a geração de renda e o aumento da qualidade de vida no meio rural", completou o governador no anúncio do programa que reuniu cerca de 2 mil pessoas entre agricultores, prefeitos e lideranças comunitárias.

Plauto Miró elogiou a iniciativa. "O Pró-Rural viabilizará ações importantes nas áreas mais carentes do Estado e isso significa oferecer oportunidades e mais cidadania para a população que mora no campo", disse o deputado.

A área de atuação do projeto vai se concentrar em oito territórios rurais já reconhecidos pelo Conselho de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Cedraf) por terem baixo IDH. São eles: Paraná Centro, Caminhos do Tibagi, Vale do Ribeira, Cantuquiriguaçu, Centro-Sul, Vale do Iguaçu, Vale do Ivaí e Integração Norte Pioneiro. Ao todo, essas regiões concentram 131 municípios, com uma população de 1,924 milhão de pessoas, sendo que destas, 622 mil vivem no meio rural. Entre as prioridades do programa está a regularização fundiária de mais de 4 mil propriedades rurais. O governo também pretende compensar financeiramente os produtores que conservarem áreas florestais nas suas propriedades.

imprensa@faep.com.br